«Devemos trabalhar em conjunto – Igreja, autoridades civis, cidadãos – para transformar Portugal num país de interesse na sua globalidade», destaca organismo da Igreja Católica

Foto Bruno Barata

Lisboa, 17 set 2021 (Ecclesia) – A Obra Nacional da Pastoral do Turismo (ONPT), da Conferência Episcopal Portuguesa, destaca que “está disponível” para trabalhar com todos para que o crescimento neste setor “não exclua ninguém”, na mensagem para o próximo dia mundial, a 27 de setembro.

“Devemos trabalhar em conjunto – Igreja, autoridades civis, cidadãos – para transformar Portugal num país de interesse turístico na sua globalidade. E essa globalidade envolve obrigatoriamente as pessoas”, lê-se na mensagem enviada hoje à Agência ECCLESIA.

O diretor da ONPT, o padre Miguel Lopes-Neto, afirma que num tempo em que se “atravessam graves dificuldades” no sector do Turismo, “cabe à Igreja ter um papel no apoio a todos os que nele trabalham”, através da oração, da reflexão e ações que “possam contribuir para a realização de atividades”.

A obra pastoral da Igreja Católica em Portugal lembra que a celebração do Dia Mundial do Turismo de 2021, a 27 de setembro, acontece no contexto “da crise pandémica” e alerta que os efeitos desta crise neste setor “foram atrozes”, mas ensinaram que foi “todo um modo de vida que terminou abruptamente”.

“O turismo não é um mundo à parte, só de alguns e para alguns. Verdadeiramente, se dúvidas ainda houvesse, verificou-se que o turismo é uma realidade global para todos e com todos, abarcando, na sua complexidade, componentes de formação, de lazer/fruição e de emprego”, acrescentou.

A Obra Nacional da Pastoral do Turismo salienta que a Organização Mundial do Turismo (OMT) pede que o dia mundial seja centrado no “turismo para um crescimento inclusivo”, devendo olhar-se para cada pessoa, “não como parte de uma estatística”.

“O turismo não poderá voltar a ser a indústria onde uns poucos ganham dinheiro fácil e muitos trabalham muito. Só um turismo entendido como a indústria onde todos se sentem parte integrante pode permanecer e olhar para uma crise como uma oportunidade de crescer de novo, evitando os erros do passado”, explica, manifestando disponibilidade “para trabalhar com todos”, para que o crescimento “não exclua ninguém”.

‘Turismo: Crescer novamente com todos!’ é o tema da mensagem da ONPT que explica que as suas linhas de trabalho assentam no “estabelecimento de diálogo”, a começar pela Santa Sé, com os países que têm trabalho pastoral nesta área – Espanha, Itália, França, Argentina, México, Brasil, entre outros – e com todas as dioceses portuguesas.

“Procurando que, dentro da Igreja, se crie uma dinâmica de análise e trabalho precursora de frutos positivos e visíveis, mas sobretudo úteis para quem trabalha nesta área”, acrescenta.

O organismo da Igreja Católica em Portugal salienta que a “preservação e fruição do património” (material e imaterial), dando visibilidade à espiritualidade católica e o respeito pelas culturas, é outra das “pedras angulares” onde assentam as suas propostas, e vai procurar “fazer compreender” que o turismo como motor económico e de sustentabilidade “(incluindo das próprias paróquias) tem um valor pastoral”.

Para além da mensagem, a Obra Nacional da Pastoral do Turismo também assinala o Dia Mundial do Turismo com duas preces, para integrar a Oração Universal das Missas de 25 de setembro, o domingo mais próximo da data.

CB

 

Igreja/Sociedade: Santa Sé incentiva a uma abordagem «inclusiva do turismo» e a resistir ao individualismo e nacionalismo

Partilhar:
Share