Lisboa, 23 set 2020 (Ecclesia) – A Companhia de Jesus em Portugal (Jesuítas) vai promover uma vigília internacional online às 19h00 desta sexta-feira, e um retiro pelos meios digitais, de 28 de setembro a 4 de outubro, no âmbito da iniciativa ‘Tempo da Criação’.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, os Jesuítas informam que a vigília internacional ‘Respirando juntos’ é um momento de oração online que vai reunir “a comunidade Inaciana de todo o mundo” e quem se quiser associar a partir das 19h00 desta sexta-feira, e vai ser transmitida através da página de Youtube do Jesuítas Global e em Portugal através do sítio online ‘Ponto SJ’.

O Gabinete de Comunicação da Companhia de Jesus em Portugal explica que a iniciativa da vigília global de oração é do Secretariado da Justiça Social e de Ecologia da Cúria Geral dos Jesuítas e pretende “envolver todas as comunidades locais neste tempo comum”.

Para “ajudar a viver melhor” o ‘Tempo da Criação’, uma iniciativa que a Igreja Católica está a viver desde o dia 1 de setembro, até 4 de outubro proposta pelo Papa Francisco, o ‘Ponto SJ’ vai dinamizar um de retiro online, com meditações áudio, a partir de segunda-feira, dia 28 de setembro.

‘Uma Pausa pela Terra’ é o tema do retiro que consiste em meditações com a duração de um minuto e que proporcionam “um momento de oração pelo cuidado da Criação”, inspiradas em sete verbos: “Agradecer, refletir, informar-se, agir, contemplar, rezar e saborear”.

A iniciativa é lançada no portal dos Jesuítas em Portugal, o ‘Ponto SJ’, e nas redes sociais e resulta de uma parceria com a Rede Cuidar da Casa Comum, até 4 de outubro.

O Gabinete de Comunicação da Companhia de Jesus em Portugal assinala também que no contexto do ‘Tempo da Criação’ têm partilhado nas redes sociais uma proposta diária de “meditação ou ação concreta” relacionada com a ecologia integral, na página dos Jesuítas na rede social Facebook e na conta do ‘Ponto SJ’ no Instagram.

O “Tempo da Criação” surgiu em 1989, quando o Patriarca Ecuménico Dimitrios I proclamou o dia 1 de setembro, que assinala o início do Ano Litúrgico para os ortodoxos,  como um dia de oração pela criação; o Conselho Mundial das Igrejas estendeu depois este tempo até ao dia 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis, e o Papa Francisco acolheu esta iniciativa na Igreja Católica em 2015.

CB

Partilhar:
Share