Comissão Episcopal do Laicado e Família recorda situações de luto e crise provocada pela pandemia

Lisboa, 02 mai2021 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal do Laicado e Família (CELF), da Igreja Católica em Portugal, enviou uma mensagem às mães do país, evocando as situações de luto e a crise provocada pela pandemia.

“Neste tempo de incerteza, confiamos as mães a Maria, que é a mãe de todas as mães. Recordamos as mães que deram à luz durante a pandemia, mães que perderam o emprego ou rendimentos, mães que perderam filhos e estão de luto, mães que lutaram e lutam pela saúde da sua família, mães cuidadoras de idosos e de pessoas com deficiência”, refere o texto, publicado por ocasião do Dia da Mãe de 2021.

A mensagem, intitulada ‘A arte de ser mãe’, sublinha a necessidade de oferecer “um mundo aos filhos”, que seja “cheio de valores, de esperança e sonhos”.

“Como ninguém, as mães são capazes de se doar, de perdoar, de compreender, de aceitar e não julgar”, apontam.

As mães sabem que ser mãe não é ter, é ser. Ser-se quem se é nos filhos e pelos filhos. As mães são aquelas que amam antes de serem amadas. São aquelas que respondem antes de serem chamadas. São aquelas que beijam antes de serem beijadas. São aquelas que correm para o abraço esquecendo o cansaço”.

A CELF elogia a capacidade de perdão das mães, que abraçam os filhos “tal como são”.

“A mãe ensina os filhos a serem mais fortes que os medos, não tanto através de discursos inspirados, mas pela grandeza e humildade do seu exemplo. É capaz de lhes oferecer o mar com um só sorriso e a vida inteira com uma só lágrima, que não será mais que uma gota do imenso mar do seu amor”, pode ler-se.

O texto apresenta a figura de Maria, Mãe de Jesus, que acompanhou o seu Filho com “uma confiança inquebrantável”.

“Que as mães não esqueçam que os seus filhos também são filhos de Maria. Com elas, Maria partilha a sua responsabilidade materna, carrega os sofrimentos e as dificuldades dos seus filhos. Com as mães – e ainda mais do que elas – ela deseja a sua felicidade”, indicam os bispos católicos.

“Que a celebração de mais um Dia da Mãe junte, em coro, as nossas vozes para manifestarmos todo o amor e gratidão para com as nossas mães”, conclui a mensagem.

OC

Partilhar:
Share