Porto, 27 nov 2021 (Ecclesia) – Os Bancos Alimentares Contra a Fome vão realizar a sua campanha anual de recolha de alimentos de novembro, presencialmente, este sábado e domingo, dias 27 e 28, e no seu sítio online até 5 de dezembro.

“É assim retomada, depois de uma interrupção imposta pela pandemia, a alegria da partilha, do voluntariado e da solidariedade nesta ação presencial, tão relevante numa altura em que se agravaram as situações de carência de muitas famílias portuguesas”, refere o sítio na internet da Federação dos Bancos Alimentares Contra a Fome.

Este sábado e domingo, dias 27 e 28 novembro, 20 mil voluntários vão estar em 1200 lojas, indica a Federação dos Bancos Alimentares Contra a Fome, “convidando os portugueses à partilha de alimentos com as muitas famílias que enfrentam carências alimentares todos os dias, uma situação agravada pelo impacto económico e social da pandemia ou, quando tal não seja possível, tão só a dar informação sobre a campanha Ajuda Vale”.

“Eles são, sem dúvida, a imagem e o corpo desta iniciativa que propõe, desde há 30 anos, a partilha com as famílias que precisam de apoio alimentar. Os voluntários estarão presentes para receber as doações de alimentos e prestar informação sobre a campanha Ajuda Vale”, disse  Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, no sítio online da organização.

Em 2020, os 21 Bancos Alimentares em atividade distribuíram 29.939 toneladas de alimentos (com o valor estimado de 41,9 milhões de euros), num movimento médio de 120 toneladas por dia útil, prestando assistência a 2.700 instituições e entidades que contribuíram para a alimentação de 450 mil pessoas com carências comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confecionadas, de acordo com os dados da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o Banco Alimentar do Porto informa que a sua campanha solidária vai regressar aos mais de “260 super e hipermercados do distrito do Porto”.

“Depois de um ano de paragem, devido à pandemia, a principal iniciativa de angariação de bens alimentares volta a ter encontro marcado com a comunidade, que poderá, nesses dois dias, doar todo o tipo de produtos não perecíveis”, realça.

O Banco Alimentar do Porto explica que os produtos angariados vão ser distribuídos pelas “mais de três centenas de instituições” que a instituição apoia e que prestam ajuda “a mais de 60 mil pessoas carenciadas”.

A campanha anual de recolha de alimentos vai prolongar-se até dia 5 de dezembro na internet, através do sítio de doação online – www.alimentestaideia.pt – e esta campanha disponibiliza também vales de produtos, que estarão disponíveis até à mesma data nas caixas dos supermercados.

CB/PR

Partilhar:
Share