«Eucaristia começa no altar, mas consuma-se na rua e na sociedade», referiu bispo diocesano

Porto, 01 abr 2021 (Ecclesia) – O bispo do Porto apelou hoje ao “empenho concreto” dos cristãos para a transformação da sociedade, em áreas como o jornalismo e a comunicação social.

“Empenho concreto nas diversas estruturas que edificam a Igreja e a sociedade: âmbito litúrgico, assistencial, catequético, mas também cultural, político, autárquico, gerador de uma nova economia solidária, de um jornalismo ético e estimulante”, disse D. Manuel Linda, na homilia da Missa da Ceia do Senhor, com que se inicia o Tríduo Pascal.

A celebração, que evoca a Última Ceia de Jesus, assinala a instituição da Eucaristia e do sacerdócio.

O bispo do Porto apelou, por isso, aos sacerdotes para se caracterizarem “pela afabilidade, disponibilidade, generosidade, despendimento, zelo missionário, preocupação pelo bem de todos e cada um, misericórdia e sintonia de corações”.

“A Eucaristia começa no altar, mas consuma-se na rua e na sociedade, aí onde for necessário realizar um qualquer lava-pés”, apontou.

O responsável falava do tradicional gesto do lava-pés, na Missa que evoca a Última Ceia, simbolizando o amor ao próximo, à imagem do que fez o próprio Jesus, segundo o relato dos Evangelhos; em 2021, devido à pandemia, este gesto não se realizou durante a Eucaristia.

“Se recebemos Jesus, convertemo-nos em Jesus. Isto é: no seu modo de amar e de servir”, precisou D. Manuel Linda.

LFS/OC

Partilhar:
Share