Com o contributo do padre Sérgio Leal, especialista em sinodalidade

Porto, 13 jan 2022 (Ecclesia) – A Comissão Sinodal da Diocese do Porto publicou três vídeos que procuram explicar o atual percurso de reflexão que a Igreja Católica está a dinamizar a nível mundial, até 2023, por decisão do Papa.

Nos vídeos disponíveis online, o padre Sérgio Leal, especialista em sinodalidade, responde a três perguntas – “o que é o sínodo, o que é a sinodalidade, qual é o tema deste sínodo” – no contexto do Sínodo dos Bispos 2021-2023, que se iniciou no último mês de outubro.

“Os sínodos eram convocados em momentos específicos, umas vezes doutrinais, outras vezes canónicos ou pastorais: Caminho iluminado e conduzido pelo Espirito Santo inspirado na Palavra de Deus e onde se procura dar resposta concreta ao que é que a Igreja deve fazer aqui e agora em cada contexto histórico”, explica o sacerdote da Diocese do Porto.

O especialista português assinala que os sínodos podem ser “regionais, locais, diocesanos” e a palavra sínodo “na etimologia significa caminho conjunto que a Igreja é chamada a construir”.

‘Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão’ é o tema da 16ª assembleia geral do Sínodo dos Bispos, que se vai realizar em três fases, e encontra-se numa fase de reflexão nas dioceses de todo o mundo, até ao próximo mês de agosto, depois realizam-se assembleias continentais e a reunião final, em outubro de 2023.

Neste contexto, o sacerdote destaca a uma metodologia “desde as bases, a partir da realidade local”, promovendo “uma escuta cada vez mais alargada”, que cada batizado “se sinta corresponsável na missão da Igreja”.

O padre Sérgio Leal, que está a investigar o tema do ministério pastoral numa Igreja sinodal, refere que quando se fala de sinodalidade evoca-se “o conjunto de estruturas e de eventos sinodais como sejam o Sínodo dos bispos, ou o Sínodo diocesano ou outras como o conselho presbiteral ou conselho pastoral”.

“A Igreja sinodal é uma Igreja da escuta que se coloca a caminho para escutar os homens e mulheres de hoje”, acrescenta o sacerdote, sublinhando que “sinodalidade deve provocar um caminho de escuta”.

O jornal ‘Voz Portucalense’ informa que a Comissão Sinodal Diocesana do Porto publicou os vídeos gravados pelo padre Sérgio Leal nas redes sociais Facebook e Youtube.

CB/OC

Partilhar:
Share