Cardeal Tolentino Mendonça uniu-se a iniciativa online, destacando consciência da «fragilidade» que a pandemia trouxe

Cidade do Vaticano, 03 dez 2020 (Ecclesia) – O serviço da Pastoral das Pessoas com Deficiências da Conferência Episcopal Italiana promoveu hoje um inédito encontro internacional online com organismos católicos de vários países, incluindo Portugal, para partilhar testemunhos e práticas neste setor.

O cardeal português D. José Tolentino Mendonça foi um dos conferencistas convidados para a iniciativa, numa intervenção sobre ‘Profecia e Fragilidade’.

O colaborador do Papa convidou a “relançar” uma aliança com a “dignidade”, num momento marcado pela crise da Covid-19.

“Nesta situação histórica distópica, que estamos a viver com esta pandemia, também nós nos interrogamos”, assumiu o bibliotecário e arquivista da Santa Sé.

“Também nós nos encontramos na fragilidade, colocados em crise”, acrescentou.

O cardeal madeirense aludiu à parábola do “vazio” que o Papa assumiu na sua oração especial na Praça de São Pedro, a 27 de março, no início do confinamento em vários países europeus.

“Leu este vazio do mundo como um desafio a reencontrar a força da comunidade, a força de estar juntos, de enfrentar unidos a fragilidade”, declarou D. José Tolentino Mendonça

O encontro teve momentos de oração, reflexão e testemunho de pessoas com deficiência.

A representação portuguesa partilhou um vídeo de 100 segundos para mostrar pessoas com deficiência que se tornaram “exemplos de alegria, resiliência e esperança no futuro”.

A partilha mostrou o trabalho de Maria, que se tem dedicado a promover exercício físico com os seus amigos do movimento ‘Fé e Luz’; o exemplo das famílias portuguesas que participaram na gravação de uma versão da música ‘Let it Be’, dos Beatles, para assinalar o Dia Mundial da Síndrome de Down; ou a mensagem gravada pelo músico Ricardo, cego, no dia de Páscoa.

No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a irmã Veronica Donatello, responsável pelo serviço da Conferência Episcopal Italiana para este setor, falou da pandemia como um tempo de “resiliência criativa”, antes de apresentar vários vídeos preparados para dar visibilidade às vivências das pessoas com deficiência.

“Acreditamos que o verdadeiro desafio é a fraternidade”, assinalou a religiosa.

Já a biblista e escritora Rosanna Virgili recordou, na sua conferência, as pessoas que não se podem “salvar sozinhas”.

“Da nossa solidariedade dependem a vida ou a morte dos nossos irmãos mais fracos e feridos”, advertiu.

As sessões foram transmitidas pelos meios digitais na página da Conferência Episcopal Italiana, na rede social Facebook e no canal YouTube.

OC

Vaticano: «Reafirmo veementemente o direito de as pessoas com deficiência receberem os Sacramentos» – Papa Francisco

Partilhar:
Share