Iniciativa decorre este sábado

Lisboa, 18 set 2019 (Ecclesia) – A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e o Setor do Turismo do Patriarcado vão dinamizar este sábado o ‘Itinerário da Fé – Percurso da Baixa’, uma visita ao património artístico, histórico e espiritual de cinco igrejas.

“Não são apenas espaços de boa arquitetura, boa pintura, boa escultura mas também têm uma componente, uma função espiritual. A ideia era oferecer itinerários que mostrassem sob essa dupla perspetiva essas igrejas”, disse a diretora do Desenvolvimento Cultural da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Na manhã deste sábado, a partir das 10h00, os participantes vão encontrar-se na Sé Patriarcal e no percurso por igrejas da Baixa de Lisboa vão visitar a igreja da Madalena, a igreja da Conceição Velha, de São Nicolau e a Ermida de Nossa Senhora da Oliveira, que “passa despercebida” porque tem uma “fachada normal com uma cruz”.

Em declarações à Agência ECCLESIA, Helena Mantas afirma que “há um interesse acrescido” em conhecer melhor o património, “sob várias perspetivas”, e realça que “se nota que em Lisboa há, cada vez mais, uma procura de público diversificado por este tipo de oferta”, itinerários da fé e outros.

A entrevistada salienta ainda que estas igrejas da Baixa de Lisboa têm “muitos fiéis, muita gente que frequenta”, mesmo sendo uma “zona que tem perdido população residente”.

Até ao fim deste ano, os ‘Itinerários da Fé’ vão promover uma visita por mês ao ‘percurso da Baixa’ (19 de outubro, 16 novembro e 21 dezembro) e, no sábado seguinte (28 de setembro, 26 de outubro, 23 de novembro, e 28 de dezembro), ao ‘percurso do Bairro Alto’, que começa no Convento dos Cardaes, passa nas igrejas de Santa Catarina e São Roque e termina no Convento de São Pedro de Alcântara.

A diretora do Desenvolvimento Cultural da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa explica que os participantes são “essencialmente portugueses”, as visitas guiadas “são em português”, inscrevem-se também “brasileiros e alguns de outras nacionalidades que falam português”, mas realça que têm colaboradores que podem fazer a visita “noutros idiomas”.

Helena Mantas contextualiza que estes percursos começaram com as paróquias católicas da Baixa-Chiado, em 2004, com quatro itinerários – Baixa-Chiado, Castelo, Alfama, Mouraria.

Neste contexto, acrescenta que as visitas eram “dinamizados exclusivamente pelas paróquias” com o objetivo de permitir ao público conhecer os templos através de “duas perspetivas distintas, a componente histórica, artística”, que “torna aqueles edifícios únicos, são monumentos extraordinários de beleza e valor histórico”, e a componente espiritual.

Com o convite da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa para se associar, a igreja de São Roque “passou a integrar esses itinerários” e “houve a tentativa de melhor a qualidade dos itinerários”, um “investimento a nível dos recursos humanos” com pessoas “especialistas da história da arte, turismo”.

A participação nos ‘Itinerários da Fé’ da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e do Setor do Turismo do Patriarcado é gratuita, com marcação prévia através do email itinerariosdafe@paroquiasaonicolau.pt (até 24h00 antes), e realizam-se com um mínimo de 10 pessoas e máximo de 30 participantes por sessão.

HM/CB/OC

Partilhar:
Share