«Uma Páscoa cheia de força espiritual», deseja D. José Traquina

D. José Traquina, Foto Agência Ecclesia/MC

Santarém, 08 abr 2020 (Ecclesia) – O bispo de Santarém, D. José Traquina, apelou aos fiéis para encontrarem “nesta Páscoa especial” a dedicação aos outros para “bem da Igreja e de uma sociedade melhor e mais justa”.

“Encontramos nesta celebração a força, a graça necessária para nos dedicarmos uns aos outros na edificação do bem, da Igreja e de uma sociedade melhor e mais justa, que seja assim aproveitada como a Páscoa não vazia, mas também cheia desta força espiritual”, numa mensagem enviada à ECCLESIA.

Neste período de isolamento social, D. José Traquina refere que há mais tempo, mas “menos liberdade” e deseja a valorização humana.

Temos mais tempo, não temos liberdade e o espaço em casa e podemos cultivar valores humanos, não fazer do espaço ou do cansaço um momento para desvirtuar o que somos mas aproveitá-lo ao máximo para nos valorizarmos dentro destas circunstâncias”.

O bispo de Santarém aponta ainda o papel dos meios de comunicação social para superar a impossibilidade de celebrações comunitárias.

“Este é um tempo espiritualmente empobrecido, não nos podemos reunir em assembleias celebrativas, mas, ao mesmo tempo, a sede espiritual e a forma como nos alimentamos através do meios que temos aos nosso dispor, as leituras e da liturgia que podemos acompanhar pelos meio de comunicação social”, refere.

Na sua mensagem gravada em vídeo, D. José Traquina deseja que a Páscoa seja vivida com a “mesma intensidade”, apesar do estado de emergência provocado pela propagação do novo coronavírus.

“Desejo e proponho que os nossos cristãos da diocese vivam esta Páscoa com a mesma intensidade, acompanhando pelos meios de comunicação, acompanhando pela literatura que têm em casa e vivendo o dia dia a da Semana Santa, Tríduo Pascal e tempo pascal que se segue, viver esta intensidade deste mistério pascal que é central nas vidas das comunidades”, aponta.

D. José Traquina destacou ainda que o tempo de Quaresma foi “muito especial”, tendo mantido contacto com as instituições sociais diocesanas.

“Tenho estado em contacto com a Cáritas diocesanas e com Cáritas Portuguesa nesta tentativas de coordenar e acompanhar esta preocupação, mas também preparar para o que vem a seguir, os apoios que a famílias vão necessitar e como vamos responder”, sublinha.

Na sua caminhada de Quaresma D. José Traquina sentiu que teve um tempo especial de oração, que foi oferecido, “mais tempo para rezar e ler” e também para contactar com os padres da diocese, “no estímulo de acompanhamento e valorização da sua missão junto das comunidades e pessoas”.

O bispo de Santarém durante todo esta Quaresma, vivida em isolamento social, apresentou uma mensagem em vídeo a cada manhã, através das redes sociais.

Ao longo da Semana Santa, a ECCLESIA publica mensagens em vídeo dos bispos portugueses, com a colaboração dos serviços diocesanos, a respeito da celebração da Páscoa em tempos de pandemia.

SN/OC

A Agência Ecclesia agradece às várias dioceses o envio da gravação das mensagens pascais

 

Partilhar:
Share