Congregação para a Evangelização dos Povos e Obras Missionárias Pontifícias sublinham que, «em tempo de pandemia, a missão continua»

Cidade do Vaticano, 01 out 2020 (Ecclesia) – A Congregação para a Evangelização dos Povos e as Obras Missionárias Pontifícias destacam que as “iniciativas de evangelização” se vão “multiplicar” nos cinco continentes e no “continente digital”, ao longo deste mês, rumo ao Dia Mundial das Missões, celebrado a 18 de outubro.

“Os missionários estão ali, junto com os que sofrem, ainda mais com o impacto da crise global. Este é o momento propício para a missão: hoje somos chamados a anunciar e levar o amor de Deus especialmente onde há sofrimento, miséria, desespero”, afirma o secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos, o arcebispo tanzaniano D. Protase Rugambwa.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a Congregação para a Evangelização dos Povos e as Obras Missionárias Pontifícias, organismos da Santa Sé, assinalam que o “anúncio do Evangelho continua em todos os cantos do mundo”.

“Num contexto profundamente marcado pela pandemia de Covid-19, não devemos desanimar porque a missão não é fruto da capacidade humana, mas pertence a Deus: o Espírito Santo é o seu protagonista. O Senhor é quem toma a iniciativa, enviou seu Filho Jesus Cristo e hoje envia todos os batizados “, acrescenta D. Protase Rugambwa.

Na sua mensagem para o 94.º Dia Mundial das Missões, com o título ‘Eis-me aqui, envia-me’, o Papa assume que a pandemia de Covid-19 deve ser um “desafio também para a missão da Igreja”.

Desafia-nos a doença, a tribulação, o medo, o isolamento. Interpela-nos a pobreza de quem morre sozinho, de quem está abandonado a si mesmo, de quem perde o emprego e o salário, de quem não tem abrigo e comida”.

A Igreja começa hoje a viver o mês ‘Outubro Missionário’ e na celebração do Dia Mundial das Missões, anualmente no terceiro domingo de outubro, os donativos recolhidos nas Missas destinam-se a apoiar o trabalho das Obras Missionárias Pontifícias.

A Congregação para a Evangelização dos Povos e as Obras Missionárias Pontifícias destaca que, “em todos os continentes, continua o compromisso de sensibilização para a coleta especial” que vai constituir o “Fundo Universal de Solidariedade” que as OMP “recolhem todos os anos para realizar o seu trabalho em prol das Igrejas locais”.

Este ano, esta contribuição foi feita também através do ‘Fundo especial de emergência’ estabelecido pelo Papa nas Obras Missionárias Pontifícias, “para ajudar as comunidades afetadas pelo Covid-19”.

Na Europa, as direções nacionais das OMP organizaram subsídios impressos e digitais para “ajudar as comunidades cristãs” a viver a missão: Em Portugal, a Obra Missionária Pontifícias tem no seu sítio online o Guião Missionário 2020/2021 onde apresenta, por exemplo, nas suas sugestões, uma reflexão sobre economia e ecologia, a partir do pensamento do Papa Francisco.

CB/OC

Covid-19: Igreja assume desafios da pandemia na celebração do outubro missionário

 

Partilhar:
Share