José Luís Nunes Martins

Um amigo está presente. Custe o que custar. Não se queixa dos esforços que teve de pagar para o conseguir, nem se justifica quando, apesar de tudo, não o consegue. Um amigo pode até chegar atrasado, mas chega. As desgraças assustam os que não são amigos e chamam os que o são.

Um amigo está em silêncio. Atento ao que temos para partilhar. Não dá grandes conselhos, continua em silêncio porque confia em nós.

Quando temos mesmo de ouvir algo, o amigo é leal e diz-nos a verdade que precisamos de escutar, não o que queremos ouvir, nem o que nos faria sentir abraçados e queridos. Um amigo não cede à tentação de agradar. Afinal, não há pior do que o beijo do amigo traidor.

Um amigo gosta de nós, ainda mais quando desistimos ou fracassamos.

A nossa tristeza e a nossa alegria fazem parte de nós, somos nós. Somos tristezas, alegrias e tudo o que há no meio delas. Um amigo entristece-se e alegra-se connosco, porque se deixou a si mesmo para trás, e gosta de nós, da mesma forma, e com a mesma intensidade, quando a nossa vida é tão normal que parece ser desinteressante a todos os outros.

Um amigo erra, muito, porque é como nós. Mas devemos esquecer, tal como ele se esquece das nossas faltas. Um amigo não nos desculpa nada, mas perdoa-nos tudo.

Um amigo é alguém que está atento ao simples. Quase todos os dias precisamos de um especialista em alguma coisa, pode ser uma questão médica, técnica, financeira, legal, ou outra qualquer. Os amigos não servem para resolver essas coisas específicas e especializadas. De um amigo precisamos de algo tão simples como a sua atenção às nossas necessidades mais simples. Todos os dias.

Um amigo é aquele que nos permite sentir e pensar em voz alta. Sem se afastar ou nos condenar, ainda que digamos os maiores disparates.

Ninguém tem muitos amigos, mas são muitos os que não têm amigo nenhum, apesar de julgarem que sim.

Temos menos amigos do que pensamos e mais do que aqueles que sabemos o nome.

Aquele que é mesmo nosso amigo, não espera receber nada em troca. É amigo porque escolheu sê-lo, não porque nisso veja um meio para atingir um fim qualquer.

Se fores amigo, ajuda. Não faças outra coisa senão isso. Não traias.

Só os nossos amigos nos podem trair. Mais ninguém.

Com um amigo estamos sós a dois. E isso é tão bom. Os amigos são pobres, juntos. Não há maior riqueza que essa. Por vezes, também são felizes, juntos. Essa é a sua mais profunda alegria.

Todos queremos ter amigos, mas poucos de nós procuramos sê-lo com toda a verdade.

Há muitos que parecem amigos sem o serem, não sejas um desses. Garante aos teus amigos a certeza e a verdade da tua amizade, com as tuas escolhas, com a tua vida.

Poupa os teus amigos. Não os incomodes quando não for necessário. Mas se for importante, chama-os, não os traias.

 

­

Partilhar:
Share