Milhares de portugueses têm encontro marcado na solenidade de Pentecostes

Lisboa, 02 jun 2022 (Ecclesia) – O padre Carlos Caetano, capelão nacional das comunidades católicas portuguesas em França, vai acompanhar os portugueses na  peregrinação nacional ao santuário de Lourdes, entre sábado e domingo, falando num momento de “convívio e espiritualidade”.

“Eu próprio vou sempre num dos autocarros, vamos na sexta feira para chegar a Lourdes, viajamos toda a noite, e lá a peregrinação começa às 09h45 com a Via Sacra, o momento em que se consegue reunir todos os portugueses é a missa das 17h30, e ali temos noção do número de portugueses ali, num encontro de fé”, explicou o sacerdote scalabriniano à Agência ECCLESIA.

O padre Carlos Caetano recorda que “esta peregrinação foi uma iniciativa dos migrantes portugueses” e o santuário começou a perceber que, na solenidade Pentecostes, ali chegavam “milhares de portugueses”.

Ninguém teve ideia de iniciar esta peregrinação foram os migrantes portugueses que, a certa altura, sentiram necessidade de todos os anos terem um momento de convívio e espiritualidade juntos, organizavam-se autocarros, reservas de alojamento e foi-se desenvolvendo a tradição”.

O entrevistado lembra ainda que a capelania portuguesa foi contactada para que houvesse “um sacerdote para acolher os peregrinos portugueses”.

“Atualmente a capelania tenta promover a peregrinação, assegura as celebrações e acompanhamento dos peregrinos portugueses, além de presidir aos momentos de oração”, descreve.

O sacerdote indicou que a capelania apresenta uma “proposta de programa” mas que os “grupos se vão adaptando aos horários”, onde todos “são bem-vindos”.

Segundo o padre Carlos Caetano, a viagem de regresso é “uma maratona de 14 horas de autocarro até Paris”, na segunda-feira de Pentecostes que é feriado em França.

“Terminamos a peregrinação com eucaristia às 06h45 na gruta de Nossa Senhora de Lourdes e seguimos para a maratona de 14 horas de viagem até Paris, onde se vive um espírito de fraternidade e convivialidade na viagem, eu levo a minha guitarra, outro senhor leva o acordeão, cantamos, rezamos e até fazemos um piquenique”, conta.

Esta entrevista integra o programa de rádio ECCLESIA, este sábado na Antena 1, pelas 06h00, sob o mote do “envio”, ficando depois disponível online.

SN

Partilhar:
Share