A Igreja Católica procura estar presente junto dos emigrantes portugueses na Europa, através de missionários e delegados pastorais. Um momento em que a transição das capelanias nacionais para paróquias intercomunitárias gera novos desafios.

Na Holanda, um leigo aprendeu a língua portuguesa para poder acompanhar os emigrantes, no seu trabalho pastoral

Partilhar:
Share