Atentados nos EUA atingiram membros da comunidade emigrante

Cidade do México, México, 08 ago 2019 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal do México (CEM) fez um apelo em defesa da “paz, igualdade e fraternidade” para os cidadãos que vivem nos Estados Unidos da América, depois de dois ataques este sábado e domingo.

“Pedimos aos cidadãos e às autoridades dos Estados Unidos e ao México que promovam um discurso de paz, igualdade, fraternidade e colaboração, já que ambos os cidadãos, como os estrangeiros que residem num país, eles fazem uma nação maior e mais forte”, escreveram os bispos mexicanos.

Este sábado e domingo, dois tiroteios provocaram dezenas de mortos e feridos nos Estados Unidos da América (EUA): 22 mortos, incluindo nove mexicanos, e 26 feridos num supermercado em El Passo, no Estado do Texas, junto à fronteira com o México, separada de Cidade Juárez pelo Rio Bravo del Norte (Rio Grande); e nove pessoas em Dayton, cidade do Ohio.

Na mensagem divulgada online, a CEM assinala que “é hora de parar” com os “atos violentos” e os bispos realçam que o “discurso de ódio gera apenas agressão e morte” e asseguram “proximidade e oração” aos familiares das vítimas e feridos, na mensagem publicada esta terça-feira.

Com tristeza vemos que esses atos de violência aumentam por causa daqueles que criam divisões, fecham o coração aos seus semelhantes e não reconhecem a dignidade humana que cada pessoa possui, independente da cor da sua pele ou nacionalidade”.

‘Apelo de paz, igualdade, fraternidade e colaboração entre o México e Estados Unidos’ é o título do documento onde manifestam “grande dor” que sentem pela “violência contra pessoas inocentes” nos últimos dias, nos dois países, “provocados pela intolerância, a xenofobia e a discriminação”.

“Continuem a orar pelas vítimas de violências, pelos numerosos feridos e por suas famílias, para que encontrem o consolo da fé e da paz em Jesus Cristo”, pedem os bispos a todos os católicos e pessoas de boa vontade, na mensagem assinada pelo arcebispo de Monterrey e presidente da Conferência Episcopal do México, D. Rogelio Cabrera López, e o seu bispo-auxiliar e secretário-geral da CEM, D. Alfonso Miranda Guardiola.

No domingo, o Papa Francisco lamentou os tiroteios nos Estados Unidos da América convidando à oração pelas vítimas desta violência, após a recitação dominical da oração do ângelus; o presidente dos EUA, Donald Trump, esteve em El Paso e Dayton esta quarta-feira.

CB/OC

Partilhar:
Share