Francisco convida a rezar pelas vítimas «indefesas» da violência

Foto: Lusa

Cidade do Vaticano, 04 ago 2019 (Ecclesia) – O Papa lamentou hoje os recentes tiroteios nos Estados Unidos da América, que provocaram dezenas de mortos e feridos, convidando à oração pelas vítimas desta violência.

“Estou espiritualmente unido às vítimas dos episódios de violência que, por estes dias, ensanguentaram o Texas, a Califórnia e o Ohio, nos Estados Unidos, atingindo pessoas indefesas”, declarou Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, no Vaticano, após a recitação dominical da oração do ângelus.

Dois tiroteios provocaram pelo menos 30 mortos nos EUA, nas últimas 24 horas: este sábado, perto de um complexo comercial em El Paso, no Estado do Texas, um atirador provocou pelo menos 20 mortos e 26 feridos; na última madrugada (domingo de manhã em Portugal), novo ataque no Estado do Ohio provocou pelo menos dez mortos — um dos quais o atirador — e 16 feridos.

Na terça-feira, duas pessoas foram mortas e um polícia ferido num supermercado no Mississippi; no último domingo, três pessoas, incluindo um rapaz de 6 anos, tinham sido mortas quando um atirador de 19 anos abriu fogo durante um festival de gastronomia de Gilroy na Califórnia.

O Papa Francisco convidou todos a unir-se, em oração, “pelos que perderam a vida, pelos feridos e os seus familiares”, rezando depois uma ‘Avé-Maria’.

Perante milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, o pontífice convidou a cultivar valores como “a justiça, a solidariedade, o acolhimento, a fraternidade e a paz”, respeitando a dignidade de todas as pessoas.

“A procura desmesurada dos bens materiais e das riquezas é, muitas vezes, fonte de inquietação, de adversidade, de prevaricação e de guerras”, advertiu.

OC

Partilhar:
Share