Celebração deste ano tem como tema «Verdade, anúncio e autenticidade de vida na era digital»

Lisboa, 02 jun 2011 (Ecclesia) – A Igreja Católica em Portugal promove hoje, em Lisboa, a apresentação do 45.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que em 2011 se subordina ao tema ‘Verdade, anúncio e autenticidade de vida na era digital’.

O encontro, marcado para as 17h00 no auditório da igreja paroquial de S. João de Deus, é aberto pelo diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, padre António Rego, que vai evocar os 40 anos da “Communio et Progressio”, documento sobre a relação entre a Igreja e os media publicado pelo Vaticano.

O programa continua com uma apresentação multimédia da mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, seguindo-se a conferência “O Reino digital: Onde estamos? Onde podemos ir”, com a participação de Pedro Gil, Bento Oliveira e Abílio Martins.

A sessão prossegue com a intervenção do bispo D. Manuel Clemente, presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, terminando com um momento de diálogo aberto aos jornalistas e um Porto de Honra.

A Agência ECCLESIA criou uma página dedicada ao 45.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, com textos, notícias e ligações, além de um vídeo e do cartaz alusivo à data.

No texto intitulado ‘Verdade, anúncio e autenticidade de vida na era digital’, o Papa convida os cristãos a estarem presentes “com criatividade consciente e responsável” na Internet e nas redes sociais, afirmando que estas se tornaram “parte integrante da vida humana”.

“Tal como a revolução industrial produziu uma mudança profunda na sociedade através das novidades inseridas no ciclo de produção e na vida dos trabalhadores, também hoje a profunda transformação operada no campo das comunicações guia o fluxo de grandes mudanças culturais e sociais”, assinala Bento XVI.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais foi a única celebração do género decidida pelo Concílio Vaticano II (Decreto «Inter Mirifica», 1963), sendo celebrado na maioria dos países no domingo que antecede a solenidade de Pentecostes – este ano, a 5 de junho.

OC/RM

Partilhar:
Share