Padre Nuno Rosário Fernandes assume «desafio» de coordenar comunidade em tempos de pandemia

Foto: Paróquia de Nossa Senhora do Amparo de Benfica

Lisboa, 22 set 2021 (Ecclesia) – O pároco de Nossa Senhora do Amparo, em Benfica, no Patriarcado de Lisboa, diz que a preparação do novo ano pastoral, ainda marcado pela pandemia, “é exigente”, mas já foi possível o “calendário da paróquia” para 2021/2022.

“Este ano queremos fazer calendário, se se cumpre tudo ou não só Deus o dirá, só o estado da pandemia nos vai fazer perceber se é possível ou não”, diz o padre Nuno Rosário Fernandes à Agência ECCLESIA.

O sacerdote explica que a própria preparação de um novo ano pastoral “é exigente” e acresce a “expectativa” de perceber como é que vai decorrer por causa da Covid-19.

“Tem sido um desafio, em todo este tempo da pandemia, coordenar a pastoral com toda a prudência necessária para evitar qualquer foco de pandemia, por isso vamos procurando com aquilo que nos vai sendo possível abrir mais o leque à comunidade”, desenvolve.

O sacerdote adianta as catequeses, segundo indicações do Patriarcado de Lisboa, regressaram à modalidade presencial, “com todos os cuidados, a meio do ano pastoral 2020/2021, e, agora, estão a preparar o “início da catequese e todos os outros encontros”.

“Uma comunidade faz-se com uma vida presencial, com uma vida ativa, uma vida de presença, de relação física, por isso, estamos a preparar, estou a fazer o calendário da paróquia, agendar, coisa que o ano passado não tinha feito”, realça.

Segundo o padre Nuno Rosário Fernandes, vê-se que as pessoas querem regressar e “precisam de estar umas com as outras”, porque estiveram muito tempo sozinhas, “muito tempo isoladas” e nos diversos grupos paroquiais “há muito esse desejo das pessoas se reverem”, mas sobretudo começar as suas atividades.

“É necessário o encontro mas também o partir para aquilo que pode ser uma atividade mais exterior. O Papa tem-nos lembrado muito que somos Igreja, mas não somos Igreja fechado em casa. E esta saída implica ir ao encontro das pessoas, implica a relação”, acrescenta, recordando que no primeiro confinamento tiveram dificuldades na “prática da caridade”.

O entrevistado, que é também o diretor do Departamento de Comunicação do Patriarcado de Lisboa e do Semanário ‘Voz da Verdade’, assinala que na paróquia investiram em meios para transmissões online com o objetivo de chegar às pessoas que “não tem possibilidade de poder estar na Igreja” por causa da pandemia.

“A comunidade de Benfica é uma freguesia com cerca de 30 mil habitantes, muita gente idosa, e precisa de outro tipo de apoio nesse sentido. Enquanto comunidade quisemos ir ao encontro daquelas pessoas que não têm possibilidade de ir à Igreja, que fizeram daquela paróquia o seu lugar de culto, de atividade”, desenvolve.

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou que mantém as normas de prevenção e combate à pandemia de Covid-19, nas celebrações católicas, avançando com o regresso das procissões, após a reunião do seu Conselho Permanente, no dia 14 de setembro.

HM/CB/OC

 

Covid-19: Conferência Episcopal mantém medidas de prevenção e anuncia regresso das procissões (c/vídeo)

 

Partilhar:
Share