D. Manuel Clemente elogiou exemplos diários de dedicação aos outros

Lisboa, 01 abr 2021 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca de Lisboa apelou hoje na Missa vespertina de Quinta-Feira Santa a um mundo “mais fraterno, solidário e inclusivo” no pós-pandemia, elogiando os exemplos diários de dedicação aos outros.

“Nestes tempos difíceis, tenho recolhido e agradecido vários testemunhos de realização feliz de juntos que servem, cuidam e realmente se interessam pelo bem dos outros”, referiu D. Manuel Clemente, na homilia da celebração.

O responsável afirmou que os cristãos devem ser “servidores” e elencou “exemplos diários” desse serviço, na saúde, na família, no voluntariado e na ação da Igreja Católica.

O patriarca de Lisboa desejou que todos consigam manter esta disposição depois da pandemia, que veio recordar aos seres humanos que todos são “pequenos, frágeis e insuficientes”.

“Só com os outros e para os outros seremos inteiramente nós, na humildade e no serviço”, indicou.

Foto: Patriarcado de Lisboa

O responsável falava na Missa que evoca a Última Ceia de Jesus, marcando o início do Tríduo Pascal, o conjunto das celebrações centrais no calendário católico, evocando os momentos de prisão, julgamento e morte de Cristo, que se concluem, no domingo, com a Páscoa.

D. Manuel Clemente pediu maior abertura “aos outros e a Deus”, num mundo em “interdependência total”.

OC

Partilhar:
Share