Historiadores e jornalistas analisam dinâmicas do relacionamento entre católicos e o Estado

As Jornadas de Comunicação Social promovidas pela Igreja Católica terão este ano a presença de historiadores e jornalistas para analisar a relação entre Igreja e República, no início do séc. XX e hoje, nomeadamente quanto ao exercício da comunicação.

A iniciativa do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais decorre nos dias 23 e 24 de Setembro, em Fátima, tendo como tema “República-Comunicação-Igreja”.

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto e presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais preside à sessão de abertura, seguida da conferência “O poder da comunicação social no início do séc. XX”, pelo historiador António Matos Ferreira.

Na tarde do primeiro dia tem ainda lugar uma mesa-redonda com a presença de D. Carlos Azevedo, Bispo Auxiliar de Lisboa, e do historiador Fernando Rosas, sobre o tema “Igreja versus República: verdades e mentiras”.

Um ano após o debate sobre a importância dos Gabinetes de Imprensa na Igreja, as Jornadas dedicam uma sessão à avaliação do trabalho feito neste âmbito, apresentando propostas para a consolidação destas estruturas de comunicação nas dioceses e outras instituições eclesiais.

O segundo dia dos trabalhos inicia-se com um debate sobre “República: Comunicação e Igreja”, com a presença de Emídio Rangel, Francisco Sarsfield Cabral e Maria Fernanda Rollo.

Na sessão de encerramento será apresentada a Edição Especial do Semanário Agência ECCLESIA, onde se publica a investigação do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica sobre os acontecimentos em torno da I República.

As Jornadas destinam-se a todos os profissionais de comunicação, quer ligados a meios de inspiração cristã, quer a outros que abordem notícias e questões relacionadas com a Igreja.

Programa

(Casa de Nossa Senhora das Dores – Fátima)

Quinta-feira, 23 de Setembro

14h30 – Abertura – D. Manuel Clemente, Presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais

14h45 – Conferência: “O poder da comunicação social no início do séc. XX” – António Matos Ferreira. Moderador: Octávio Carmo

16h30 – Mesa-redonda: “Igreja versus República: verdades e mentiras” – D. Carlos Azevedo e Fernando Rosas. Moderador: Luis Santos

18h45 – “Gabinetes de Informação da Igreja: um ano depois” – Intervenções livres. Moderação: Pedro Gil

21h00 – Encontro AIIC

Sexta-feira, 24 de Setembro

10h00 – “República: Comunicação e Igreja” – Emídio Rangel, Francisco Sarsfield Cabral e Maria Fernanda Rollo. Moderador: António Rego

11h45 – Debate

12h15 – Apresentação da edição especial do Semanário Agência ECCLESIA sobre o centenário da República: Paulo Rocha

Encerramento – D. Manuel Clemente

Partilhar:
Share