Bispo de Viana recordado como «biblista e homem de cultura»

Lisboa, 18 set 2020 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou hoje “grande tristeza” perante a notícia do falecimento de D. Anacleto Oliveira, vítima de um acidente de viação.

“Eram conhecidas as competências de D. Anacleto como biblista e homem de cultura, constantemente atento às realidades concretas da nossa sociedade, extremamente dedicado aos sacerdotes e aos fiéis que servia pastoralmente, sempre solícito nas ações comuns da Igreja em Portugal”, refere uma nota do organismo católico, enviada à Agência ECCLESIA.

O texto recorda que o falecido bispo tinha celebrado recentemente “50 anos de ordenação sacerdotal e 10 anos como pastor da Diocese de Viana do Castelo”.

D. Anacleto Oliveira faleceu hoje aos 74 anos de idade, na sequência de um despiste de automóvel, na Autoestrada 2 (A2) perto de Almodôvar, que ocorreu ao fim da manhã; era o único ocupante da viatura.

A nota recorda que o falecido bispo integrou vários organismos da CEP, incluindo o seu Conselho Permanente, e que nos últimos seis anos presidia à Comissão de Tradução da Bíblia para português a partir dos textos originais; em junho tinha sido eleito presidente da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade.

Agradecemos ao Senhor por tantos e bons trabalhos que D. Anacleto exerceu entre nós, rezamos para que o acolha na sua comunhão, concedendo-lhe o eterno descanso nos esplendores da luz perpétua, e desejamos que seja nosso intercessor no Coração de Deus Pai, alimentando com fé e esperança todos os que sofrem por esta inesperada partida”.

Numa nota de imprensa enviada à Agência ECCLESIA, a Diocese de Viana do Castelo comunicou o falecimento “de forma inesperada” do seu bispo, convidando a uma “oração reforçada” e à “serenidade”.

“As circunstâncias excecionais que nos envolvem aconselham-nos, por isso, a uma oração reforçada, assim como à serenidade e tranquilidade próprias de quem coloca o seu coração no Senhor”, refere o texto.

D. Anacleto Oliveira nasceu a 17 de julho de 1946, na freguesia de Cortes, em Leiria, e foi ordenado sacerdote a 15 de agosto de 1970; após a ordenação, estudou Sagrada Escritura em Roma e na Alemanha, onde foi capelão de uma comunidade portuguesa durante 10 anos.

Nomeado bispo para auxiliar de Lisboa em 2005, pelo Papa João Paulo II, a ordenação episcopal de D. Anacleto Oliveira decorreu no Santuário de Fátima no dia 24 de abril desse ano, presidida por D. Serafim Ferreira e Silva, então bispo da Diocese de Leiria-Fátima.

No dia 11 de junho de 2010 D. Anacleto Oliveira foi nomeado por Bento XVI como bispo de Viana do Castelo, o quarto bispo da diocese do Alto Minho, criada pelo Papa Paulo VI em 1977.

PR/OC/LS

Igreja/Portugal: Presidente da República lamenta «morte repentina e trágica» de D. Anacleto Oliveira

Partilhar:
Share