Iniciativa «A Política Interessa-nos» quer «reflexão e o debate» antes das eleições legislativas

Lisboa, 01 out 2019 (Ecclesia) – A Fundação Gonçalo da Silveira, ligada à Companhia de Jesus (Jesuítas) em Portugal, perguntou a partidos políticos que concorrem às eleições legislativas deste domingo se estariam disponíveis para “avançar” com uma política para “eliminar a utilização de combustíveis fósseis”.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, os Jesuítas explicam que o ambiente e as alterações climáticas “surgem no topo das preocupações” das suas organizações que trabalham “para a construção de um mundo mais justo e sustentável”.

A Fundação Gonçalo da Silveira que tem “estado na linha da frente deste trabalho de transformação e educação para a cidadania” perguntou a dez partidos políticos se “estariam disponíveis para avançar com uma política com vista a eliminar a utilização de combustíveis fósseis”.

No sítio ‘Ponto SJ’ foram publicadas as respostas dos vários partidos – PS, PSD, BE, PCP-PEV, CDS, PAN, Aliança, Livre, Iniciativa Liberal, PNR, Chega –

Para além do tema ambiente, as outras perguntas foram sobre “refugiados, família, pobreza e terceiro sector e interior do País” e refletem “as preocupações de quem lida diariamente com a realidade, nas mais diversas áreas e zonas do país”.

Ao longo desta semana, até sexta-feira, a sítio online ‘Ponto SJ’ dos Jesuítas vai dinamizar a iniciativa ‘A Política Interessa-nos’, para “fomentar a reflexão e o debate e ajudar os nossos leitores a exercer o direito de voto”, e publicar as respostas de diversos partidos políticos que concorrem às eleições legislativas deste domingo, 6 de outubro.

Por exemplo, a Comissão Diocesana Justiça e Paz de Angra incentivou ao voto e afirma que esta “participação cívica é uma obrigação moral do cristão”, e no início de setembro, a Conferência Episcopal Portuguesa referiu que esperava uma “participação ativa” nos atos eleitorais.

CB/OC

Partilhar:
Share