Organismos católicos apelam ao voto nas Legislativas

Foto: Lusa

Lisboa, 30 set 2019 (Ecclesia) – A Comissão Diocesana Justiça e Paz de Angra afirma que “a participação cívica, através do voto, é uma obrigação moral do cristão” no contexto das eleições Legislativas do próximo domingo.

“O nosso apelo vai, em primeiro lugar, à consciência cívica dos cristãos que, como qualquer cidadão, não devem desperdiçar mais esta oportunidade para manifestarem, nas urnas, de forma consciente e responsável, as suas opiniões ou convicções partidárias”, escreve a Comissão Diocesana Justiça e Paz de Angra.

Na nota ‘Somos nós que decidimos o nosso futuro’, a comissão afirma que “a participação cívica, através do voto, é uma obrigação moral do cristão”, que é responsável por “contribuir” para que Portugal “seja melhor, segundo as suas convicções”.

Neste contexto, refere que a abstenção “em nada ajuda a consolidação democrática” de Portugal e alerta que como mostram os números “é elevada e tendencialmente crescente na Região Autónoma dos Açores”.

“O princípio da Participação dos cidadãos exprime-se de muitos modos, e um deles, um dos mais importantes, é o nosso direito de voto. Com esse direito temos a possibilidade de participar na escolha de quem nos vai governar e de exprimir o que mais desejamos para o nosso futuro”, sublinha

A Comissão Diocesana Justiça e Paz de Angra considera que o tempo de campanha, que está na sua segunda semana, “deve ser de maior esclarecimento dos cidadãos sobre as diferentes propostas eleitorais”, o que “exige seriedade e honestidade no discurso político”.

“Auguramos um ato eleitoral justo, pacífico, participado e coerente, onde todos possam dar o seu melhor para o bem de Portugal”, acrescenta na nota publicada online.

A respeito das Legislativas 2019, a Companhia de Jesus (Jesuítas) em Portugal informa que várias organizações da sua responsabilidade fizeram perguntas sobre “ambiente, refugiados, família, pobreza e terceiro sector e interior do País” a partidos políticos candidatos às eleições legislativas de 6 de outubro.

As respostas dos vários partidos – PS, PSD, BE, PCP-PEV, CDS, PAN, Aliança, Livre, Iniciativa Liberal, Chega – começam hoje a ser publicadas no sítio online ‘Ponto SJ’.

Os Jesuítas destacam que a rubrica ‘A Política interessa-nos’ pretende “contribuir para a reflexão e o debate”, convidando os leitores a exercerem o seu direito ao voto “de forma mais esclarecida e informada”.

“É contribuir para um diálogo e uma escuta sinceros sobre o pensamento dos diferentes partidos; Só esta atitude de abertura ao outro permite a busca do bem comum”, explicou o editor da secção de política do Ponto SJ, o padre João Manuel Silva.

CB/OC

Partilhar:
Share