Projeto do Movimento Juvenil dos Irmãos Maristas é uma plataforma de diálogo com os jovens para apresentar «desafios de crescimento e oração»

Lisboa, 21 mai 2020 (ECCLESIA) – O Movimento Juvenil dos Irmãos Maristas realiza, mensalmente, um vídeo onde coloca em destaque um verbo que desafia os jovens a descobrirem as “sementes do Evangelho” que estão presentes na realidade e vida de toda a gente.

O projeto «Verbos de Deus» nasceu “há muitos anos”, mas, inicialmente, “começou com cartas, depois por email e agora por vídeo”, disse à Agência ECCLESIA o irmão Fábio Oliveira.

No início do ano escolhe-se uma “série de verbos” e, mensalmente, são trabalhados deixando sempre em cada vídeo uma “série de desafios de crescimento e oração”, referiu este consagrado do instituto fundado por Marcelino Champagnat.

Uma das preocupações “é conseguir comunicar com os jovens que estão na situação de fronteira”, nesta relação com o divino e a religião. 

O coordenador deste movimento juvenil, Henrique Bispo, realça também que a produção deste vídeo é uma “descoberta do evangelho”.

Os promotores pretendem que mensagens que “não deixem ninguém de fora mesmo para quem Deus é um desconhecido”, por isso “há sempre uma referência evangélica clara”, frisou o irmão Fábio

O conteúdo dos vídeos tem “algo de atrativo” e, nesta linha programática, é colocada “alguma novidade de humor que possa chamar a atenção das pessoas num contexto digital que é tão rápido e imediato”. 

“Tenta-se ajudar a recuperar o lado mais alegre e divertido das coisas de Deus”, acrescenta este consagrado.

Este material – colocado no Youtube Facebook e Instagram – “não tem milhões de visualizações”, mas os promotores do projeto «Verbos de Deus» recebem “relatos de pessoas” a quem a mensagem deixou “algo de despertador”, afirma o irmão Fábio Oliveira

A presença nas redes sociais é “essencial para comunicar com os jovens” e a forma como comunicam “ajuda a chegar a mais pessoas”, salienta Henrique Bispo.

“Não é um movimento de massas mas é um pequeno contributo que marca a vida de algumas pessoas”, sublinha.

Para o irmão Fábio Oliveira, a “comunicação da fé é algo muito importante” e é “fundamental explorar novas formas de comunicar”.

Participar no projeto é uma “parte importante” da sua vida e “central na sua vocação” porque pode ajudar “os jovens a entrarem em contacto com uma boa notícia”, frisou.

A igreja tem um “património de tradição e intelectual enorme”, apesar de existirem “grandes pensadores e teólogos” passa a imagem de “uma igreja mais obsoleta e antiquada”. 

Através do projeto «Verbos de Deus», os organizadores tentam ajudar a “decifrar” a mensagem que deve ser “breve e apelativa”

“Passar a mensagem de forma rápida, dinâmica e divertida, mas que deixe passar algumas questões de profundidade” é o objetivo.

A pandemia acelerou a utilização das redes sociais, algo que “estava presente, mas agora tornou-se inevitável”

“Há muita informação online, mas os caminhos de fé requerem também calma e tempo”, alerta o irmão Fábio Oliveira.

O projeto «Verbos de Deus» vai ser apresentado, este domingo, no programa 70X7, transmitido na RTP2, e dedicado ao Dia Mundial das Comunicações da Igreja.

Ao longo desta semana, a Agência ECCLESIA destaca vários projetos de comunicação social, no contexto da celebração do Dia Mundial das Comunicações Sociais que se assinala este domingo, 24 de maio.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais foi a única celebração do género estabelecida pelo Concílio Vaticano II, no decreto ‘Inter Mirifica’, em 1963, que se assinala, em cada ano, no domingo anterior ao Domingo de Pentecostes.

HM/LFS

Media: Papa alerta para narrativas «falsas» e «devastadoras»

Partilhar:
Share