Padre Carlos Cabecinhas convida peregrinos a irem à Cova da Iria, na peregrinação do 13 de outubro

Fátima, 01 out 2021 (Ecclesia) – O reitor do Santuário de Fátima pediu aos peregrinos “responsabilidade e cuidado” para que se possa viver uma “transição serena e progressiva”, no contexto das novas regras para as celebrações religiosas, decretadas pela Conferência Episcopal Portuguesa e que entram hoje em vigor.

“Nestes últimos meses percebemos que a presença de peregrinos se estendeu ao longo do tempo, não se concentrando apenas nos dias das grandes peregrinações. É esta presença cuidada e exemplar que vos pedimos, agora que cabe a cada um de nós a responsabilidade de garantir uma transição serena e progressiva para a normalidade”, disse o padre Carlos Cabecinhas, numa mensagem enviada à Agência ECCLESIA.

O reitor do Santuário de Fátima assinala que se olha para o presente “como uma nova oportunidade” depois de um ano e meio de “tantas privações e sacrifícios em nome da saúde e do amor ao próximo”, por causa da pandemia Covid-19.

“Durante os dois confinamentos a que nos obrigou a situação pandémica, o Santuário de Fátima viveu descaracterizado, tantas vezes sem a presença daqueles que dão significado à missão que todos os dias aqui abraçamos”, desenvolveu o padre Carlos Cabecinhas, recordando a imagem do santuário “vazio durante a peregrinação de maio de 2020”.

“Venham à Cova da Iria”, é o convite do responsável católico para a peregrinação internacional de 12 e 13 de outubro.

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) divulgou novas orientações para as celebrações nas comunidades católicas, prevendo o levantamento progressivo das restrições em vigor por causa da pandemia de Covid-19.

“É tempo de ir retomando uma maior participação dos fiéis, abrandando de forma ponderada os distanciamentos e os limites impostos à lotação das nossas igrejas. Entretanto, as outras medidas de proteção – higienização das mãos e uso da máscara – devem manter-se”, indicam os bispos católicos, em nota enviada à Agência ECCLESIA.

A última fase do levantamento das restrições impostas para a controlar a pandemia entra em vigor em Portugal continental na sexta-feira, por decisão do Governo, e a Conferência Episcopal Portuguesa destaca que a evolução do combate à Covid-19 permite “retomar gradualmente, de forma responsável, a normalidade da vida pessoal e comunitária, vivendo, convivendo, celebrando, sendo Igreja”.

A CEP Episcopal determinara em março o regresso das celebrações públicas da Missa, que tinham sido suspensas em janeiro deste ano pela segunda vez, decorrendo de acordo com as indicações de 8 de maio de 2020.

O Santuário de Fátima informa que vai seguir o que está previsto no seu plano de contingência, adequando-o às exigências de cada momento.

CB/OC

Covid-19: Conferência Episcopal Portuguesa publica novas orientações, com levantamento progressivo das restrições (c/vídeo)

Partilhar:
Share