D. Manuel Felício mostra preocupação, face a «crescentes exigências da evangelização e da missão»

Foto: Diocese da Guarda

Guarda, 18 abr 2019 (Ecclesia) – O bispo da Guarda manifestou hoje a sua preocupação com a queda no número de sacerdotes na diocese, “sobretudo durante os últimos anos”.

“Temos vindo a sentir que é insuficiente o número de sacerdotes de que dispomos para darmos a devida resposta às crescentes exigências da evangelização e da missão, como também para o cuidado pastoral dos fiéis e das comunidades”, advertiu, na homilia da Missa Crismal, a que presidiu nesta Quinta-Feira Santa.

“No nosso Seminário não temos, neste momento, os seminaristas de que efetivamente precisamos e este é um facto que não podemos arredar das nossas preocupações de sacerdotes”, acrescentou.

D. Manuel Felício convidou todos a rezar pela santificação dos sacerdotes e também para que “não faltem à Igreja os sacerdotes de que ela precisa”.

A intervenção sublinhou a ligação entre os sacramentos da Eucaristia e da Ordem, para sustentar que “só sacerdotes enamorados da Eucaristia são capazes de comunicar aos adolescentes e jovens de hoje o entusiasmo para se entregarem generosamente à mesma causa”.

A Missa Crismal contou com um momento de homenagem pelos jubileus sacerdotais dos padres que cumprem 70, 60 e 25 anos de ministério.

OC

Homilia do bispo da Guarda na Missa Crismal

Partilhar:
Share