Bispo sublinha possibilidade de aproximação aos mais novos

Foto Agência ECCLESIA/PR, Jovem da Diocese de Lisboa na JMJ2019

Fátima, 12 mai 2019 (Ecclesia) – O cardeal D. António Marto referiu-se hoje em Fátima à realização da Jornada Mundial da Juventude, em Lisboa, em 2022, afirmando que são uma oportunidade única para mobilizar toda a Igreja portuguesa”

“Sentimos a necessidade de quebrar o distanciamento dos jovens em relação à Igreja e da Igreja em relação aos jovens, permitindo-lhes uma aproximação afetiva, o diálogo e o protagonismo que respeite também  a sua criatividade”, afirmou.

O bispo de Leiria-Fátima considera que a realização do encontro mundial de jovens, em 2022, é uma oportunidade para “falar a linguagem própria das novas gerações”, desafiando-as abandonar a “cultura da indiferença”, comprometendo-se com o “sonho de um mundo mais justo e mais belo”, baseado na “fraternidade universal”.

O cardeal D. António Marto valorizou também a iniciativa do Papa Francisco de convocar jovens economistas e empresários de todo o mundo para um encontro em Assis, em março de 2020, sobre a “economia com alma”, em “ordem a um pacto sobre a economia solidária e justa”.

[O Papa] “É a única figura capaz de realizar um encontro destes, para crentes e não crentes”, disse o vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

PR/JCP

Partilhar:
Share