D. José Cordeiro preside à Peregrinação Internacional Aniversária de setembro

Fátima, 13 set 2022 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga lembrou esta segunda-feira as famílias que “derramam lágrimas provocadas pelos incêndios arruinadores do verão, pela seca, pelas catástrofes climáticas, pelas consequências da guerra e da inflação”, na Peregrinação Internacional Aniversária de setembro a Fátima.

“Em nome da humanidade que chora e sofre, suplicamos a Deus por intercessão da Virgem santa Maria, a Senhora do Rosário de Fátima, por todos os homens e mulheres que choram por serem vítimas”, disse D. José Cordeiro, na homilia da celebração da vigília do 13 de setembro, na Cova da Iria.

O arcebispo de Braga lembrou em concreto as vítimas “da guerra, da fome, da pobreza, da injustiça, dos abusos sexuais, dos abusos de consciência e dos abusos de poder, da violência doméstica, do bullying, da corrupção, do desemprego, da precariedade no trabalho e da indiferença global”.

O Santuário de Fátima informa que D. José Cordeiro pediu “a consolação divina” e a graça da “proximidade de Deus e da Igreja, como libertação interior e paz que vem ao coração”.

“Vir aqui, a Fátima, conversar com a Mãe, consola-nos, liberta-nos, santifica-nos; Em Fátima, o silêncio, especialmente o silêncio noturno da multidão orante é sinal da consolação e até da cura de muitos corações”, salientou o responsável católico.

O arcebispo primaz, que preside à peregrinação internacional aniversária pela primeira vez desde que assumiu a Arquidiocese de Braga, em fevereiro deste ano, apelou aos peregrinos para aprenderem de Maria a transformar o silêncio da escuta num acolhimento disponível.

“A Virgem Santa Maria escuta e contempla; não fala, mas guarda tudo no coração e do silêncio-escuta passa ao acolhimento-disponibilidade. A Mãe da consolação acompanhe a cura de todas as feridas e nos encoraje para sermos testemunhas credíveis da alegria e da paz que brota do coração”, desenvolveu, numa homilia divulgada online.

Foto: Santuário de Fátima

A vigília na noite desta segunda-feira foi animada pelos funcionários e voluntários do santuário mariano e pelas paróquias da Diocese de Leiria-Fátima, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

O programa da Peregrinação Internacional Aniversária de setembro continua esta terça-feira, com a recitação do Rosário, na Capelinha das Aparições, seguindo-se a Missa, presidida no altar do Recinto de Oração, que inclui a Bênção aos Doentes e termina com a Procissão do Adeus.

O Santuário de Fátima anuncia que esta peregrinação tem quatro grupos organizados de Portugal, dez da Itália, nove da Polónia, dois de Espanha e outros dois do Reino Unido, além de peregrinos da Alemanha, Colômbia, Egipto, Eslováquia, Estados Unidos da América, Irlanda, Uganda, Filipinas, Republica Checa e Reunião.

CB/OC

 

Partilhar:
Share