Tenor italiano canta no santuário a 13 de maio e encerra a primeira peregrinação internacional pós-centenário

Fátima, 02 mai 2018 (Ecclesia) –  O tenor italiano Andrea Bocelli afirmou que o seu recital de Ação de Graças pelo Centenário das Aparições em Fátima, a 13 de maio, vai ser um momento “muito especial”, de oração.

“Será um recital muito especial para mim e vou procurar vivencia-lo da melhor forma possível, mas a essência deste concerto será fundamentalmente uma oração para a qual convido todos os que puderem estar presentes”, explicou o cantor, divulga a Sala de Imprensa do santuário.

A iniciativa tem como convidada especial a fadista Ana Moura e vai decorrer na Basílica da Santíssima Trindade, já com entrada esgotada, pelas 16h00.

Num vídeo, enviado à Agência ECCLESIA, Andrea Bocelli afirma que “Fátima é um dos lugares do mundo mais marcantes e sugestivos”

O tenor italiano recorda que conhece o santuário mariano da Cova da Iria “desde os tempos de criança, na escola primária”, por uma professora que “era muito religiosa e que contava muitas histórias sobre as Aparições, a vida dos três Pastorinhos, e a história do Segredo de Fátima”.

Quando era criança, acrescenta, teve “a sorte de ir com a mãe a Lourdes” mas, “infelizmente não” teve a mesma oportunidade de ir a Fátima.

O Santuário de Fátima informa que Andrea Bocelli que, convidou a fadista portuguesa Ana Moura para interpretar o ‘Ave de Fátima’, conta com a direção musical de Carlo Bernini no recital composto por 11 temas onde se destaca ‘Panis Angelicus’, de Cesar Frank, ‘Mission’ de Ennio Morricone; ‘Ave Maria’ de Schubert.

“Proporcionando um momento de ação de graças pelo Centenário das Aparições, através da música, que é uma das mais sublimes formas de oração” é o objetivo do espetáculo oferecido ao Santuário de Fátima e aos peregrinos, um ano depois de Fátima “se ter despedido do Papa Francisco”, após a canonização dos Santos Francisco e Jacinta Marto.

O recital com o tenor italiano Andrea Bocelli encerra a primeira Peregrinação Internacional de 2018, nos dias 12 e 13 deste mês, que vai ser presidida pelo bispo emérito de Hong Kong, o cardeal  John Tong, num ano dedicado à Àsia.

A sala de imprensa do Santuário de Fátima informa ainda que a entrada para a Basílica da Santíssima Trindade é feita pelas portas laterais, entre as 14h00 e as 15h00, ficando depois “o acesso impedido”, e os peregrinos podem levantar os ingressos reservados, no Centro Pastoral de Paulo VI, de 10 a 12 de maio, entre as 09h30 e as 19h00, e no dia 13 de maio entre as 7h00 e as 14h00.

CB/OC

Partilhar:
Share