Encontro abordou guerra na Ucrânia e diálogo entre religiões e instituições comunitárias

Foto: COMECE

Bruxelas, 01 jul 2022 (Ecclesia) – Os presidentes da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (COMECE) e da Conferência das Igrejas Europeias (CEC) reuniram-se com a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, tendo abordado a situação na Ucrânia.

Os três responsáveis destacaram “o papel das Igrejas e comunidades religiosas no apoio à população local, bem como aos refugiados que chegam aos países da UE”, indica uma nota divulgada online pela COMECE.

A delegação ecuménica sublinhou que “a verdade e a justiça são pré-condições para uma paz duradoura na Europa”.

O encontro decorreu esta quarta-feira, em Bruxelas.

O cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da COMECE, e Christian Kriegeren, presidente da CEC, abordaram ainda com Roberta Metsola a importância do diálogo entre religiões e instituições comunitárias.

Em novembro vai decorrer a primeira reunião do Conselho Europeu de Líderes Religiosos, que visa “melhorar o diálogo entre as comunidades religiosas e as instituições da UE”.

O presidente da COMECE manifestou ainda a preocupação da Igreja Católica pela forma como a questão do aborto é tratada a nível comunitário.

“A tentativa de introduzir um suposto direito ao aborto na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia colocaria gravemente em risco o direito à objeção de consciência”, afirmou o cardeal Hollerich.

O encontro com a presidente do Parlamento Europeu foi organizado no âmbito do artigo 17.º do TFUE, que prevê “um diálogo aberto, transparente e regular” entre as instituições da UE e as Igrejas e associações ou comunidades religiosas.

OC

Partilhar:
Share