Instituição assume código de conduta, protocolo de atuação e programa de formação

Lisboa, 03 jun 2019 (Ecclesia) – A Universidade Católica Portuguesa (UCP) anunciou a sua intenção de promover uma política de “tolerância zero” em relação a maus tratos e abusos, especialmente sobre “menores e adultos em situações vulneráveis”.

Em comunicado divulgado pela instituição, a UCP “assume o compromisso de prevenir, detetar e atuar de forma contundente, no seu campo de ação, contra qualquer forma de violência”.

A instituição de ensino quer criar um “ambiente de proteção” utilizando diferentes ferramentas, como um “código de conduta, um protocolo de atuação, um programa de formação centrado nos procedimentos de deteção e notificação”.

“A proteção e o empoderamento das pessoas desfavorecidas e vulneráveis – independentemente da sua idade e circunstâncias – é uma responsabilidade partilhada por todos: cidadãos, profissionais e especialmente administrações públicas, entidades, instituições e organizações, mas também setor privado e terceiro setor”, assinala o documento orientador, que acompanha o comunicado.

Todas estas medidas “afetam as pessoas diretamente ligadas às atividades da entidade, especialmente se tiverem contacto direto com os grupos de referência”.

OC

Partilhar:
Share