Diretor do Serviço Nacional da Pastoral do Ensino Superior valoriza conciliação da dimensão virtual e presencial do ensino

Foto: Lusa

Braga, 06 jun 2020 (Ecclesia) – O diretor do Serviço Nacional da Pastoral do Ensino Superior (SNPES) afirmou a necessidade de um “novo contrato social” onde a Universidade tem um contributo a dar, devendo ser “mais voltada para a dimensão social e comunitário”.

“Há um novo contrato social a estabelecer com as diferentes estruturas da sociedade, a Universidade deve voltar-se mais para a dimensão social e levar os problemas da comunidade para a Universidade. E, assim, percebermos neste diálogo, que vamos ter de reorganizar as nossas prioridades”, explica o padre Eduardo Duque em entrevista à Agência ECCLESIA.

O responsável recorda a dimensão crítica que a Academia sempre teve e a “atenção, durante séculos, resistindo a muitos problemas”, mantendo, por isso, a sua confiança na capacidade de se reinventar, “ajudar os alunos e formar a comunidade”.

A Universidade terá muito que refletir nos próximos tempos para que se adapte ao virtual e não a deixe para trás. Um sistema misto é bom. A dimensão virtual é uma óptima oportunidade, não podemos ver isto como um tempo perdido. Se resolvermos a crise pandémica poderíamos voltar apenas ao ensino presencial, o que não seria bom de todo. As pessoas precisam do presencial e as aulas são muito proveitosas, mas o virtual optimiza o tutorial e podemos estar unidos a outras universidades e estudantes”.

A revisão de currículos e por ventura a adequação a uma formação “menos tecnicista” e mais holística, deverá ser um caminho percorrido, também para responder à sociedade onde “ninguém se salva sozinho”.

“Que a Universidade não passe por esta crise apenas preocupada em voltar ao pós crise”, sublinha.

O padre Eduardo Duque aponta a importância de apostar numa Universidade que consiga “responder a todos sem diferença”.

“Neste tempo alguns alunos não tinham Internet, não foi permitido ter aulas letivas escorreitas e sabemos que o apoio da família é importante para que os estudos corram bem. Sabemos que se há famílias exemplares no apoio ao estudo, outras há que não têm essas condições. Não sei até que ponto a nossa universidade está preparada para responder a mais igualdade, justiça e solidariedade entre estudantes”, reconhece.

O diretor do SNPES afirma a necessidade de ajudar os alunos a fazer perguntas, “criar dúvidas” e enfrentar problemas.

A conversa com o padre Eduardo Duque pode ser acompanhada no programa Ecclesia na Antena 1, este domingo, pelas 06h00.

LS

Partilhar:
Share