«A unidade plena pela qual ansiamos é, naturalmente, um dom de Deus», disse Francisco ao patriarca ortodoxo

Cidade do Vaticano, 30 nov 2021 (Ecclesia) – O Papa enviou uma mensagem a Bartolomeu, patriarca de Constantinopla, assinalando a festa litúrgica de Santo André, assinalada hoje, destacando o anseio da “unidade plena, um dom de Deus”.

“A unidade plena pela qual ansiamos é, naturalmente, um dom de Deus, através da graça do Espírito Santo. Que o Senhor nos ajude a estar prontos para abraçar este dom através da oração, conversão interior e abertura à procura e oferta do perdão”, escreveu Francisco, na sua mensagem ao patriarca ortodoxo.

Francisco manifestou alegria pela visita de Bartolomeu a Roma, em outubro, quando partilharam preocupações sobre o presente e o futuro do mundo, num encontro onde vários líderes religiosos pediram mais “ambição” na luta contra as alterações climáticas.

O Papa manifesta esperança de que católicos e ortodoxos possam trabalhar cada vez mais em conjunto, nas áreas em que é possível, considerando imperativo que o façam.

A mensagem, divulgada pelo Vaticano, assinala que no caminho para a “plena comunhão entre as Igrejas”, os cristãos são sustentados pela “intercessão dos santos irmãos Pedro e André, os santos padroeiros”.

No contexto da festa de Santo André, o presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos (Santa Sé), cardeal Kurt Koch, participa na Divina Liturgia celebrada na igreja Patriarcal de São Jorge, na atual Turquia.

O Papa mantém o intercâmbio de delegações da Santa Sé e do Patriarcado de Constantinopla por ocasião das festas de São Pedro e São Paulo, celebradas em Roma, a 29 de junho; e em Istambul, a 30 de novembro, dia da festa de Santo André, irmão de São Pedro.

CB/OC

Partilhar:
Share