Francisco recebeu delegação da Finlândia para encontro anual na festa de Santo Henrique

Cidade do Vaticano, 17 jan 2022 (Ecclesia) – O Papa destacou hoje no Vaticano os avanços realizados no campo do ecumenismo, ao receber uma delegação finlandesa, para o encontro anual por ocasião da festa de Santo Henrique, padroeiro do país.

“Queridos amigos, estamos a caminho guiados pela suave luz de Deus, que dissipa as trevas da divisão e direciona o caminho para a unidade. Estamos a caminhar como irmãos em direção a uma comunhão cada vez mais plena”, referiu Francisco, numa intervenção citada pelo portal ‘Vatican News’.

O Papa admitiu que, muitas vezes, “o caminho é mais difícil”.

“Lembremo-nos de que estamos a caminho, não como possuidores, mas como buscadores de Deus”, acrescentou.

A delegação finlandesa foi recebida na véspera da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18 a 25 de janeiro), este ano com o tema ‘Vimos a sua estrela no Oriente e viemos prestar-lhe homenagem’, uma proposta Conselho das Igrejas do Médio Oriente, sediado em Beirute, no Líbano.

“Refere-se aos Magos que, após uma longa viagem, encontram Jesus e adoram-no. Os Magos chegam à meta porque a procuraram. Mas eles procuram porque o Senhor, em primeiro lugar, com o sinal da estrela, tinha partido em busca deles. Encontram porque procuram, e procuram porque foram procurados”, indicou o Papa.

Francisco questionou os que se fecham e vivem “em autopreservação”, em vez de estar “sempre a caminho”.

“Avançar juntos: a vossa peregrinação aqui é um belo exemplo disso”, indicou aos participantes.

O Papa apontou à celebração do 1700.º aniversário do Concílio de Niceia, em 2025.

“A confissão trinitária e cristológica deste Concílio, que reconhece Jesus como Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, consubstancial ao Pai, une-nos a todos os batizados. Em vista deste grande aniversário, preparemo-nos com renovado entusiasmo para caminhar juntos no caminho de Cristo, no caminho que é Cristo”, indicou.

O encontro abordou ainda os 500 anos da Confissão de Augsburgo, o primeiro documento oficial dos princípios do protestantismo, em 2030.

“Sabemos que não foi possível impedir a divisão, mas o aniversário pode ser uma ocasião fecunda para nos confirmar e fortalecer no caminho da comunhão, para nos tornar mais dóceis à vontade de Deus e menos à lógica humana, mais dispostos a colocar metas terrestres à frente do caminho indicado pelo Céu”, concluiu Francisco.

OC

Ecumenismo: Papa convida a celebrar Semana de Oração pela Unidade dos cristãos

Partilhar:
Share