Intercâmbio com Portugal começou em 2011

Monte Real, 12 mai 2019 (Ecclesia) – A madre abadessa do Mosteiro das Irmãs Clarissas de Monte Real disse à Agência ECCLESIA que a fundação de um mosteiro em Timor-Leste é um “desafio muito grande”, em resposta a um apelo que chegou de forma “incisiva”.

“Tinham-nos chegado muitos apelos de Moçambique, de Angola, do Brasil, do Alentejo… Mas nós… Neste de Timor foi uma coisa muito incisiva: a Igreja precisa de vós, a Igreja espera-vos”, lembrou a irmã Maria Clara.

A responsável pela comunidade de vida contemplativa de Monte Real, na Diocese de Leiria-Fátima, recorda que, após ter chegado o pedido da Igreja Católica timorense, no final de 2011, duas irmãs visitaram o local e decidiram iniciar a fundação do Mosteiro de Santa Clara de Timor-Leste.

Na primeira deslocação a Timor, a irmã Maria Clara e outra religiosa de Monte Real encontraram “gente tão acolhedora” e a insistir no pedido de uma comunidade “que reze” em Timor-Leste.

“Venham, nós precisamos, precisamos de quem reze connosco, de quem nos ensine, nos ajude”, lembra a madre abadessa do Mosteiro de Monte Real.

A 17 de agosto de 2014 foi benzida a primeira pedra do Mosteiro de Santa Clara de Timor-Leste, inaugurado dois anos depois, a 21 de novembro.

“O povo de Timor-Leste quer muito este espaço de oração. Vão constantemente pedir às irmãs para que rezem pelas suas intenções”, afirmou a irmã Maria Clara.

Para a superiora da comunidade clarissa de Monte Real, o desafio da missão em Timor-Leste consiste em “deixar que Deus haja, irradie a sua presença e a sua luz para aquele povo, que é um povo bom”.

“Hoje, o povo não deixava as irmãs virem embora”, disse a irmã Maria Clara a respeito da presença das irmãs clarissas em Timor-Leste, que já são as que fabricam hóstias para “quase toda a ilha”.

A reportagem da Agência ECCLESIA no Mosteiro das Irmãs Clarissas de Monte Real realizou-se no contexto da Semana de Oração pelas Vocações Consagradas, que termina este domingo, Dia Mundial de Oração pelas Vocações, onde estão 20 irmãs e quatro noviças, três delas de Timor-Leste; da comunidade fazem parte também seis religiosas que estão no Mosteiro timorense.

Mosteiro de Santa Clara e do Santíssimo Sacramento, em Monte Real, nasceu em 1965, por iniciativa de um grupo de irmãs fundadoras que vieram do Mosteiro do Louriçal, e foi inaugurado em 1972.

A Ordem de Santa Clara nasceu da inspiração de S. Francisco de Assis e Santa Clara e propõe uma forma de vida simples e de acordo com o Evangelho e tem por missão principal a oração de “louvor e súplica em prol da Igreja e da Humanidade”.

PR

Partilhar:
Share