Foto AE/MC, padre João Gonçalves

São muitas vezes os esquecidos da sociedade, pessoas que vivem reclusas, achando a sociedade que o tempo de reclusão tratará da sua inserção na vida quotidiana, mas nem sempre é assim.
Humanizar as prisões, devolver dignidade aos reclusos é um trabalho que nunca está feito e que importa sempre propor, também dentro da pastoral da Igreja católica.
O padre João Gonçalves ficou conhecido por ser o padre das priões e isto é fruto da sua presença e relação que cria com as pessoas nos estabelecimentos penitenciários. Esta noite conversamos sobre o trabalho que desenvolve, de olhos postos no encontro «Prisões e “Janelas com Horizonte”», que no fim-de-semana convoca em Fátima, agentes da pastoral penitenciária.

Partilhar:
Share