Cardeal português responde a questões sobre suspensão das celebrações comunitárias da Missa

Leiria, 20 mar 2020 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, recordou aos sacerdotes da diocese o dever de respeitar as disposições das autoridades civis e da Conferência Episcopal sobre a suspensão das celebrações comunitárias das Missas, face à pandemia do Covid-19.

“A Igreja não pode, por uma fé e zelo mal entendidos, contribuir para que pessoas sejam contagiadas e morram por falta de cuidado e prudência de algum pastor. Não podemos permitir que por nossa responsabilidade o contágio alastre aos outros. O vírus não permanece fora das portas das igrejas”, escreve o cardeal português, numa mensagem divulgada pela diocese através das suas páginas na internet e nas redes sociais.

A intervenção surge depois de um dos sacerdotes da Diocese de Leiria-Fátima ter questionado a suspensão das celebrações comunitárias da Missa, falando numa decisão “verdadeiramente impensável, altamente lamentável, no mínimo muito triste”.

A mensagem era acompanhada por um pedido para, “dentro dos parâmetros racionais e da paz, que os senhores bispos levantem a referida suspensão”.

“Nesta circunstância de emergência e de jejum da Eucaristia, os sacerdotes devem continuar a celebrá-la todos os dias em privado, oferecendo o santo sacrifício de Cristo pela salvação e pelo crescimento espiritual de todos os fiéis e implorando ao Senhor que nos livre deste terrível mal”, escreve D. António Marto.

OC

Partilhar:
Share