Ala com 30 camas está a ser gerida pelo Hospital de Aveiro

Foto: Diocese de Aveiro

Aveiro, 20 mar 2020 (Ecclesia) – O Seminário de Santa Joana Princesa, em Aveiro disponibilizou a ala de hospedaria, com 30 camas, para os profissionais de saúde que trabalham no Hospital de Aveiro e não conseguem regressar a casa.

“Recebemos o pedido da Proteção Civil e, depois de um reajustamento, cedemos o espaço de hospedaria, com 30 camas, para os profissionais de saúde que precisem de pernoitar”, disse o reitor do seminário  à Agência ECCLESIA.  

O padre João Santos recorda que um pedido semelhante já tinha acontecido “na altura da Gripe A”, não tendo sido então necessário concretizar-se a cedência; desta vez, é já uma realidade “desde quarta-feira”.

“Os profissionais de saúde que vêm de longe e não podem regressar a casa podem ficar no seminário de Aveiro, afinal somos vizinhos, das nossas janelas vê-se o hospital”, refere.  

O Hospital local faz a “distribuição e a gestão da ocupação das camas”, além de ter a responsabilidade com o “cuidado das roupas”.

O reitor do seminário diocesano contou à Agência ECCLESIA que houve “cuidados acrescidos com as irmãs que vivem no seminário”, por serem de idade avançada e consideradas “grupo de risco”. 

Apesar do sacerdote ainda não se ter cruzado com nenhum profissional de saúde, por “chegarem tarde”, está preparado um percurso de acolhimento.

A entrada é comum com o Seminário e o percurso para a hospedaria está sinalizado e, porque passa pela capela, abrimos a porta da Capela, como um convite para quem entrar e não conhecer, pode ser um ponto de paragem se assim o entender”.. 

Nesta fase de pandemia esta zona de Seminário “está à disposição do Hospital” e o reitor espera que tudo “se resolva o mais rápido possível”.

SN/OC

Partilhar:
Share