D. José Traquina informou o clero diocesano sobre as orientações para a celebração da Semana Santa e adiou a Missa Crismal para o dia 16 de julho

D. José Traquina, Foto Agência Ecclesia/MC

Santarám, 26 mar 2020 (Ecclesia) – O bispo de Santarém valorizou o trabalho das instituições sociais da diocese, o esfoço dos seus responsáveis e “a coragem e a dedicação” dos colaboradores, afirmando que as reservas das organizações são para “partilhar”.

“Chegou o momento em que o que houver de reservas é para partilhar, é para ajudar”, disse D. José Traquina numa mensagem vídeo publicada nas redes sociais.

O bispo de Santarém disse que “não há dinheiro que pague o sentido da coragem e da dedicação a muitas pessoas que estão a dedicar-se aos idosos”, referindo que ao trabalho desenvolvido internamente nos lares é necessário pensar naqueles “que todos os dias” se deslocam à casa de quem está só em suas casas

“Encerraram-se os centros de dia, mas as refeições são servidas nas casas dos idosos”, lembrou D. José Traquina.

Para o bispo de Santarém, o trabalho desenvolvido pelas instituições sociais e pelas autarquias são “sinais muito positivos” na vida das comunidade da diocese, referindo nomeadamente o “esforço imenso” das 14 santas casas da misericórdia que existem na diocese, assim como os 10 centros sociais com lar de idosos e os 18 com a valência de apoio domiciliário.

D. José Traquina lembrou ainda as cáritas paroquiais, os vicentinos e os grupos sociocaritativos, afirmando que através das suas ações desenvolvidas em proximidade é garantido o apoio a quem precisa.

O bispo de Santarém valorizou também o esforço dos presidente das autarquias e os responsáveis pela proteção civil em cada município e agradeceu “o grande testemunho de bem” na sociedade.

A respeito das celebrações da Semana Santa na Diocese de Santarém, D José Traquina enviou um comunicado ao clero diocesano a lembrar as disposições da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos e a informar que a Missa Crismal vai ser celebrada no dia 16 de julho, por ser o aniversário da criação da diocese e da dedicação da igreja catedral.

PR

 

Semana Santa: O que vai mudar com a pandemia?

 

Partilhar:
Share