Cardeal D. António Marto preside à consagração ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, esta quarta-feira a partir das 18h30, transmitida nas redes sociais, na RTP Memória e na TVI24

Oração pelas vitimas da pandemia

Fátima, 25 de março, 18h30Solenidade da Anunciação do SenhorOração pelas vítimas do novo coronavírus, seus familiarese profissionais da saúde.Consagração de Espanha e Portugal ao Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria(transmissão em direto em www.agencia.ecclesia.pt e nas redes sociais)

Publicado por Agência Ecclesia em Terça-feira, 24 de março de 2020

Fátima, 24 mar 2020 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Espanhola (CEE) e a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) vão promover uma oração “pelas vítimas do novo coronavírus, seus familiares e trabalhadores sanitários”, esta quarta-feira, às 18h30, que termina com a consagração dos dois países, em Fátima.

“Todas as Dioceses estarão unidas na oração do Rosário pelas intenções de todo o mundo e em particular de Portugal, nesta situação dramática que estamos a passar devido ao coronavírus Covid-19”, refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA pelo Secretariado Geral da CEP.

Em nota oficial, a CEE indica que se associa à iniciativa e participa na “consagração de toda a Península Ibérica, Portugal e Espanha, com as suas respetivas ilhas, ao Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, a quem se tem uma arraigada devoção em tantas dioceses”.

A oração do Rosário e a consagração de Espanha e Portugal ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria vai ser transmitida na Renascença, na RTP Memória, disponível na TDT, na TVI24, pela Canção Nova, nas redes do Santuário de Fátima e na Agência ECCLESIA, em www.agencia.ecclesia.pt.

A partir das nossas casas procuremos estar em sintonia espiritual nesta oração do Rosário e consagração de Portugal”, refere o documento da CEP.

A 20 de outubro de 2019, os bispos católicos consagraram a Igreja Católica ao Sagrado Coração de Jesus, em Fátima, durante a Missa de encerramento do Ano Missionário, no Santuário de Fátima, assinalando também os 175 anos de presença em Portugal do Apostolado da Oração.

“Coração de Jesus, Filho amado do Pai, a Igreja em Portugal Te Louva: damos-Te graças pela tua presença na história que continua a desafiar-nos ao compromisso com o Reino”, disse na ocasião D. Manuel Clemente, presidente da CEP, juntamente com os 37 bispos portugueses presentes na Cova da Iria.

A oração do Rosário e a consagração de Espanha e Portugal ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria vai ser transmitida na Renascença, no canal Canção Nova, no canal RTP Memória, disponível na TDT, nas redes do Santuário de Fátima e na Agência ECCLESIA, em www.agencia.ecclesia.pt.

OC/PR

Covid-19: Mais de 20 conferências episcopais aderiram a cerimónia de consagração em Fátima

A primeira consagração de Portugal ao Imaculado Coração de Maria aconteceu no dia 13 de maio de 1931, oito meses depois do reconhecimento oficial das aparições pelo bispo de Leira, no final da primeira peregrinação nacional do Episcopado português a Fátima. Antes, porém, o cardeal-patriarca D. Manuel Gonçalves Cerejeira, afirmou: “Os bispos de Portugal, os vossos pastores, reuniram-se hoje aqui para agradecer a Nossa Senhora de Fátima a visita que se dignou fazer à nossa terra. Para que seja completa a cerimónia de acção de graças, vão eles consagrar os seus trabalhos e os destinos de Portugal ao Coração Imaculado de Maria. A consagração é o complemento da consagração nacional ao Sagrado Coração de Jesus, feita há três anos, pelo Episcopado português. Nossa Senhora, descendo em Fátima, fez dela como que a nova Belém portuguesa. Se a Virgem em Belém deu Jesus ao mundo, Jesus que é a Verdade, a Vida, o Perdão e a Paz, descendo em Fátima, como que nos fez uma nova doação do seu filho. Fátima tornou-se o santuário nacional donde Ela repete a todos os povos: fazei tudo o que o meu Filho vos disser. Mãe de Deus, nós não recebemos Jesus senão pelas suas mãos”. Terminada a alocução o cardeal proferiu então a oração de consagração. Mais tarde, em outubro de 1942, ano em que se celebrava o 25º aniversário das aparições, através de uma radiomensagem, o Papa Pio XII consagra o mundo ao Imaculado Coração de Maria.

Coração de Maria apresentou-se desde o inicio a Lúcia, logo na segunda aparição, como refúgio e caminho que conduz a Deus. De novo, em julho, depois da visão do inferno, ela o reafirma ao propor a consagração ao seu Coração Imaculado como meio de conversão e reparação. A devoção ao Coração de Maria torna-se, nomeadamente com o pedido de consagração da Rússia e de tudo o que esta simbolizaria, expressão da presença de Deus que acompanha o drama da história dos homens, convidando os crentes a uma visão outra da história, projetada sobre uma dimensão escatológica. Em Pontevedra e Tuy, nas visões que fecham o acontecimento de Fátima, o apelo à consagração é renovado, sendo-lhe associada a comunhão reparadora dos primeiros sábados.

www.fatima.pt

Partilhar:
Share