Francisco recorda possibilidades previstas pelo Catecismo

Cidade do Vaticano, 20 mar 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco deixou hoje no Vaticano uma série de conselhos aos católicos que se querem confessar, antes da Páscoa, mas estão em isolamento devido à pandemia do Covid-19.

“Sei que muitos de vocês, na Páscoa, se vão confessar para se encontrarem com Deus. Mas muitos me diriam hoje: ‘Padre, onde posso encontrar um sacerdote, um confessor, já que não podemos sair de casa? E eu quero fazer as pazes com o Senhor, eu quero que ele me abrace, que o meu Pai me abrace … Como posso fazer se não encontro sacerdotes?’. Faz o que o diz Catecismo”, referiu, na homilia da Missa a que presidiu na Capela da Casa de Santa Marta, com transmissão online.

Se não encontras um sacerdote para te confessares, fala com Deus, Ele é o teu Pai, e diz-lhe verdade: ‘Senhor, fiz isto, isto, isto … Perdoa-me’, e pede-lhe perdão de todo coração, com o ato de contrição, e promete-lhe: ‘Depois vou me confessar, mas perdoa-me agora’. E imediatamente voltarás à graça de Deus”.

Segundo o portal de notícias do Vaticano, Francisco referiu-se aos números 1451 e 1452 do Catecismo da Igreja Católica – promulgado por São João Paulo II e redigido sob a orientação de Joseph Ratzinger, então prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé – segundo os quais a “contrição” ocupa o primeiro lugar na Confissão.

“Uma tal contrição perdoa as faltas veniais: obtém igualmente o perdão dos pecados mortais, se incluir o propósito firme de recorrer, logo que possível, à confissão sacramental. Portanto, na expectativa de ser absolvido por um sacerdote assim que as circunstâncias permitirem, é possível ser perdoado imediatamente com esse ato”, acrescenta a nota divulgada pela Santa Sé.

O Papa sublinhou que este é um ensinamento “muito claro” da tradição católica.

“Tu mesmo podes aproximar-te – como nos ensina o Catecismo – ao perdão de Deus, se não tens perto de ti um sacerdote. Mas pensa: é o momento! E este é o momento correto, o momento oportuno. Um ato de contrição bem feito, e assim a nossa alma se tornará branca como a neve”, indicou.

A celebração de hoje concluiu-se, à imagem dos últimos dias, com a Adoração e Bênção Eucarística, além de uma oração para a Comunhão espiritual.

OC

Covid-19: Papa une-se a oração do Rosário para que Deus «liberte o mundo de toda a forma de pandemia»

 

Partilhar:
Share