Decreto estende-se aos próximos 15 dias

Luanda, 20 mar 2020 (Ecclesia) – Os bispos católicos de Angola decidiram decretar a suspensão das celebrações comunitárias da Missa e outras atividades da Igreja, nos próximos 15 dias, “diante da grave evolução” da pandemia do Covid-19.

A decisão entra em vigor este sábado e estende.se a “Missas semanais e dominicais, confissões, Via-sacra, retiros, peregrinações, visitas aos santuários, vigílias, ensaios de grupos corais, catequese e encontros de grupos e movimentos apostólicos tanto na Igreja como noutros locais”.

São suspensas, igualmente, as celebrações de funerais “com ajuntamento de fieis”, bem como as aulas nas escolas católicas, creches e jardins de infância, além da Universidade Católica de Angola e nos Institutos Superiores Católicos.

Os bispos pedem que seja “mantido o regime de estrita quarentena nos seminários, internatos e casas de formação”.

As celebrações da Semana Santa vão acontecer, “em princípio”, à porta fechada, pelo que a Igreja Católica vai recorrer à rádio, televisão e redes sociais para a transmissão das celebrações.

Na última quarta-feira, o presidente da República de Angola decretou o fecho de todas as fronteiras do país a pessoas a partir de hoje, procurando evitar a propagação do Covid-19.

OC

Partilhar:
Share