Comunicado do Secretariado Geral da CEP informa também sobre o adiamento da Assembleia Plenária do episcopado prevista para abril

Lisboa, 18 mar 2020 (Ecclesia) – O secretário-geral da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) enviou hoje um comunicado à Agência ECCLESIA onde convida as famílias a rezar o terço esta quinta-feira pelos “atingidos pela pandemia do coronavírus” e informa sobre o adiamento da Assembleia Plenária do episcopado.

“Por indicação do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa, informa-se que a Assembleia Plenária da CEP, que estava prevista para 20-23 de abril de 2020, fica adiada para 15-17 de junho de 2020”, escreve o padre Manuel Barbosa a respeito de uma reunião que vai eleger a nova presidência da CEP, o Conselho Permanente e os responsáveis pelas várias Comissões Episcopais (departamentos).

O secretário e porta-voz da CEP acrescenta que a Assembleia da CEP realiza-se nos dias em que estava previsto decorrer as Jornadas Pastorais do Episcopado, que não se realizam.

No mesmo documento, o padre Manuel Barbosa convida as famílias a rezar o terço no dia de São José, às 21h00, por “todos os atingidos pela pandemia do coronavírus”.

“A Conferência Episcopal comunga da iniciativa proposta pela Conferência Episcopal Italiana, esta manhã salientada pelo Papa Francisco na Audiência Geral e por D. Manuel Clemente na Santa Missa a que presidiu na Rádio Renascença, para que amanhã, Solenidade de São José, se reze o Rosário segundo os Mistérios Luminosos por todos os atingidos pela pandemia do coronavírus”, indica o documento.

No comunicado enviado à Agência ECCLESIA,  o secretário e porta-voz da CEP propõe que oração do Terço seja rezada “pelos defuntos, para que estejam na paz eterna do Pai, e pelos doentes e pessoas que cuidam deles e arriscam a sua vida neste serviço (médicos, enfermeiros e voluntários)”.

“Com estas intenções, apela-se a todos os fiéis, famílias e comunidades religiosas para que amanhã, pelas 21 horas, rezem o “Terço” por intercessão de São José”, refere o comunicado.

Esta quarta-feira, o cardeal-patriarca lembrou a iniciativa na Missa que presidiu na capela do Grupo Renascença Multimédia e pediu às famílias para participarem na iniciativa que surgiu na Conferência Episcopal Italiana.

“No dia de São José, pelas nove da noite, onde estivermos, rezemos o terço. Será muita gente. Serão muitos milhares, milhões a rezarem pelo Santo Padre a São José, que é também o protetor da Santa Igreja”, disse hoje D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa, na Missa a que presidiu na sede da Rádio Renascença, com transmissão nacional.

“São José proteger-nos-á também”, assinalou o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

No início da Missa, D. Manuel Clemente falou num momento “preocupante” que atinge muitas pessoas.

“Nós não deixamos de confiar no Senhor, porque sabemos que com Deus há sempre futuro”, declarou.

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa deixou um elogio às pessoas que estão na linha da frente do combate ao covid-19.

“Não estamos sós, Deus está connosco”, acrescentou.

Portugal tem neste momento 642 infeções confirmadas, com duas mortes, segundo dados oficiais divulgados pelo Governo.

Esta manhã, no Vaticano, o Papa já se tinha unido ao apelo dos bispos italianos para convocar um momento de oração por todos os afetados pela “emergência sanitária”.

“Cada família, cada fiel, cada comunidade religiosa: todos unidos espiritualmente, amanhã (quinta-feira), pelas 21h00, na recitação do Rosário, com os mistérios luminosos. Eu vos acompanharei, desde aqui”, indicou.

“Pedimos proteção de modo especial para as nossas famílias, os doentes, as pessoas que cuidam deles: médicos, enfermeiras, voluntários, que arriscam a sua vida neste serviço”, explicou Francisco, na audiência geral desta semana, que decorreu à porta fechada, com transmissão online.

A intervenção evocou a celebração anual da solenidade litúrgica de São José (19 de março), que coincide em muitos países com o Dia do Pai.

“Na vida, no trabalho, na família, na alegria e na dor, São José procurou e amou sempre o Senhor, merecendo o elogio da Escritura como homem justo e sábio. Invocai-o sempre, especialmente nos momentos difíceis, e confiai a este grande santo a vossa existência”, recomendou o Papa.

Para conter a expansão do novo coronavírus covid-19, o presidente da República decretou o Estado de Emergência esta quarta-feira e por 15 dias, em todo território nacional.

Segundo os últimos dados da Direção Geral da Saúde, relativos às 11h00 de quarta-feira, dia 18 de março, Portugal tem 5067 casos suspeitos, 624 casos confirmados de infeção do covid-19, 3 recuperados e 2 óbitos.

OC/PR

Igreja: Famílias convidadas a rezar juntas o terço, no dia de São José

Covid-19: Igreja Católica envia mensagem a todos os pais, convidando a «reinventar a convivência familiar»

Partilhar:
Share