Lisboa, 24 mar 2020 (Ecclesia) – A Comunidade Vida e Paz (CVP), instituição de solidariedade que trabalha junto das pessoas em situação de sem-abrigo, está a promover uma campanha de recolha donativos, para responder ao aumento dos pedidos de ajuda no contexto de pandemia.

“Em plena altura de pandemia COVID-19, as consequências que a difusão do vírus pode causar na população que recorre aos serviços e apoios dispensados pela Comunidade afigura-se, particularmente, grave em virtude das condições sociais e de saúde desta população. Precisamos que nos ajudem com a doação de máscaras, luvas, desinfetantes, produtos de higiene/limpeza e bens alimentares: leite, recheios para sandes (fiambre, queijo, manteiga…), cereais, legumes, fruta, massa, arroz, enlatados, entre outros”, pode ler-se na página de facebook da instituição tutelada pelo Patriarcado de Lisboa.

Os voluntários da CVP continuam a realizar as quatro rondas para a distribuição de alimentos a cada noite, cuja procura tem aumentado, e, segundo um comunicado enviado à Agência ECCLESIA continuam abertos os Centros de Tratamento e Reabilitação, localizados em Fátima, Tomada, Sapataria; também o Centro de Atendimento/Avaliação/Triagem/Encaminhamento, em Chelas, Lisboa; os apartamentos/residências de apoio no alojamento, localizados na Damaia, Leiria, Venda do Pinheiro, Torres Vedras, Parede e Odivelas.

“O aumento das pessoas nos diversos pontos de contacto e o facto de, nalguns casos, se esgotarem as refeições a distribuir, criou já situações que põem em risco a segurança dos voluntários que asseguram as Voltas da Noite e as diligências feitas para conseguir a presença dos agentes de segurança pública, embora acolhidas, não funcionaram”, dá conta a CVP.

A instituição pede medidas “para que a situação” de fome “não se agrave” e dá conta do pedido “já feito e ainda não acolhido” para a instalação de «tendas de campanha» em “pontos estratégicos da cidade, onde se possa recolher alimentação e serem monitorizadas” as pessoas em situação de sem-abrigo, “ao nível da febre e outros sintomas”.

“Num momento em que é pedido para que fiquemos em casa, muitos profissionais têm de continuar na linha da frente para que o apoio aos mais fragilizados não falte .Os profissionais continuam empenhados em cumprir a missão e a prestar o apoio a todas as pessoas que necessitam, através da escuta, da distribuição de refeições, do acesso a espaços de cuidados de higiene mínimos e encaminhamentos, considerando todas as limitações existentes neste momento”.

Os donativos podem chegar à sede, na Rua Domingos Bomtempo, nº7, 1700-142 Lisboa, podendo ser entregues “todos os dias, incluindo fins de semana, entre as 9h e as 20h”.

A ajuda pode ser feita através de transferência bancária para o IBAN PT500036 0000 9910 5505051 96 ou ainda através do sistema easypay: https://www.easypay.pt/pt/pay/start/donativo-comunidade/

LS

Partilhar:
Share