Arcebispo emérito de Hong Kong foi acusado de «conluio com forças estrangeiras»

Cidade do Vaticano, 11 mai 2022 (Ecclesia) – O diretor da Sala de Imprensa do Vaticano afirmou hoje que a Santa Sé tomou conhecimento da detenção do cardeal Zen com “preocupação” e está a acompanhar a situação de “muito perto”.

“A Santa Sé tomou conhecimento com preocupação da notícia da detenção do cardeal Zen e está a acompanhar de muito perto a evolução da situação”, disse Matteo Bruni aos jornalistas.

De acordo com as agências internacionais, o cardeal Joseph Zen foi acusado de “conluio com forças estrangeiras” e detido pela polícia de Hong Kong  com outras quatro pessoas.

Com 90 anos, o cardeal Zen é arcebispo emérito de Hong Kong e tem-se manifestado a favor de um regime democrático na China e contra a destruição de símbolos religiosos no território.

PR

Partilhar:
Share