Conferência Episcopal condena ataques contra igrejas

Lisboa, 11 nov 2019 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal do Chile alertou para o agravamento da violência no país e manifestou a sua solidariedade com os católicos de Santiago e de outras cidades onde foram profanados locais e imagens de culto.

“Como muitos chilenos e chilenas, opomo-nos radicalmente à injustiça e à violência, condenamos todas as suas formas e esperamos que os tribunais identifiquem os responsáveis e os punam”, refere uma nota do Comité Permanente do episcopado.

O texto lamenta a profanação da paróquia de Nossa Senhora da Assunção, bem como os ataques a “templos e lugares de oração, sem nenhum respeito por Deus nem pelos que acreditam nele”.

Os bispos chilenos convidam a “rezar para invocar o perdão de Deus pelas profanações e, como Igreja, reparar estas gravíssimas ofensas a Deus e aos seus fiéis”.

A Conferência Episcopal local desafia as autoridades do Chile a controlar os excessos e restabelecer a convivência cívica, perante os protestos das últimas semanas nas ruas de várias cidades contra o atual Governo.

“O povo está cansado de injustiça e de violência e na sua grande maioria espera com ânsia o diálogo, no respeito que reconstrua o tecido social”, escrevem.

OC

Vaticano: Papa manifesta «preocupação» com situação no Chile (c/vídeo)

Partilhar:
Share