Francisco pede fim da violência e apela ao diálogo

Foto: Lusa

Cidade do Vaticano, 23 out 2019 (Ecclesia) – O Papa manifestou hoje no Vaticano a sua “preocupação” com a situação no Chile, apelando ao diálogo e ao fim da violência.

“Sigo com preocupação o que está a acontecer no Chile. Desejo que, colocando um ponto final nas manifestações violentas, sejam feitos esforços para encontrar soluções para a crise, através do diálogo, e se enfrentem as dificuldades que lhe deram origem, para o bem de toda a população”; declarou, no final da audiência pública semanal que decorreu na Praça de São Pedro.

Pelo menos 15 pessoas morreram nos confrontos que tiveram lugar no Chile, segundo dados do Governo local.

Os protestos com barricadas, incêndios e pilhagens, provocaram 239 feridos civis e cerca de 50 polícias e militares, além de 2643 detenções.

A Conferência Episcopal Chilena condenou a violência desencadeada em Santiago, que se espalhou a outras cidades do país, afirmando que “é hora de se enfrentar os conflitos, ouvir e manifestar empatia com os sofrimentos e o mal-estar diário da sociedade”.

O presidente do país sul-americano, Sebastian Piñera, anunciou na terça-feira um pacote de medidas sociais para travar os protestos que surgiram após o anúncio de um aumento nos preços do transporte público.

OC

 

Partilhar:
Share