Estamos em tempo de recomeços mas num contexto diferente: cada pessoa é chamada, mais do que nunca a ser responsável pela saúde e bem estar do outro, porque um vírus invisível que a todos está a afetar, nos exige esse amor revelado.
É especialmente para este tempo, original porque primeiro passo para novas atitudes, que o diretório da catequese pode ajudar a concretizar uma Igreja insculturada, sinodal porque conta com todos, mais próxima do sonho do papa Francisco. Assim acredita o padre Luís Rodrigues da arquidiocese de Braga que nos acompanha nestas noites.

Partilhar:
Share