Vera Lomba, catequista na paróquia de Odivelas, no Patriarcado de Lisboa, sentiu uma “onda de felicidade” que os catequistas sentiram ao receber a notícia da instituição do ministério e refere a necessidade de “tempo para assumir” o que é pedido.

Partilhar:
Share