Bispos sublinham proximidade de Francisco aos povos indígenas

Foto: Vatican Media

Otava, 30 jul 2022 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal do Canadá saudou esta sexta-feira a “histórica visita” do Papa Francisco ao país, que se concluiu junto ao círculo polar ártico, após seis dias de viagem.

“Os bispos do Canadá agradecem a histórica visita do Papa Francisco ao nosso país. Ele veio cumprir a sua promessa de manifestar, com a sua própria presença, a sua proximidade com os povos indígenas desta terra. Esta visita representa um marco significativo no caminho da cura e da reconciliação”, pode ler-se num comunicado divulgado online.

O texto evoca os vários discursos públicos e privados em que Francisco deixou um “sincero e solene pedido de desculpas” aos povos indígenas em nome da Igreja Católica e manifestou “profunda tristeza pelo impacto duradouro da colonização”, reconhecendo “o impacto catastrófico do sistema de escolas residenciais” e pedindo “perdão por abusos, incluindo abusos sexuais, cometidos por membros da Igreja”.

A Conferência Episcopal do Canadá assume o compromisso de rever “um plano de ação atualizado” durante a Assembleia Plenária Nacional do próximo outono.

Os bispos elencam os vários pedidos deixados pelos responsáveis indígenas, que apelam a “uma maior transparência na preservação e divulgação dos registos escolares residenciais”.

Outras questões ligam-se à devolução de artefactos indígenas na posse dos Museus do Vaticano e ao esclarecimento das “políticas e princípios históricos muitas vezes referidos como a doutrina da descoberta”.

A nota assume ainda que há “um trabalho significativo pela frente”, especialmente no que diz respeito ao chamado ‘Fundo de Reconciliação Indígena’, para o qual foi prometido um montante de 30 milhões de dólares.

“Gostaríamos de agradecer sinceramente aos sobreviventes pela sua coragem e abertura para fazer parte destes encontros com o Santo Padre e aos parceiros indígenas pela sua assistência no processo de planeamento. Somos abençoados por ter feito parte desta peregrinação penitencial e concluímos esta semana com renovada esperança de caminharmos juntos para um futuro melhor”, conclui o comunicado.

OC

Especial: Papa encerra viagem ao Canadá, marcada por «mea culpa» junto das comunidades indígenas

Partilhar:
Share