Cheias provocaram dezenas de mortes e deixaram 30 mil pessoas sem casa

Cidade do Vaticano, 16 jan 2022 (Ecclesia) – O Papa recordou hoje no Vaticano as vítimas das recentes cheias no Brasil, que provocaram dezenas de mortes e deixaram 30 mil pessoas sem casa.

“Manifesto a minha proximidade às pessoas atingidas pelas fortes chuvas e inundações em várias zonas do Brasil, nas últimas semanas”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício.

Perante os peregrinos que acorreram à Praça de São Pedro, para a recitação dominical do ângelus, o Papa evocou em particular as vítimas mortais, seus familiares e quem perdeu a sua casa.

“Que Deus sustente o esforço de quem lhes está a prestar socorro”, acrescentou.

O Estado de Minas Gerais é o mais afetado pelas enchentes, que atingem também a Bahia, afetando mais de 600 mil pessoas.

O arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), D. Walmor Oliveira de Azevedo, manifestou solidariedade às vítimas e visitou comunidades atingidas na região metropolitana da capital mineira.

A iniciativa ‘Solidariedade em Rede’ reúne paróquias da arquidiocese para ajudar as centenas de famílias atingidas.

A CNBB criou uma página especial para recolher ajuda de emergência, destinada às vítimas da tragédia.

OC

Partilhar:
Share